O Botafogo inicia uma série de três decisivos jogos que terá em casa. O adversário da vez é o Atlético-PR, neste sábado, às 21h, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Os duelos são vistos como a cartada final para que o Alvinegro não sacramente seu segundo rebaixamento da história – o primeiro ocorreu em 2002.

Para evitar nova queda, o Botafogo precisa de ao menos três vitórias. Dessa forma, os três próximos confrontos diante de Atlético-PR, Fluminense e Figueirense serão decisivos para definir o rumo do Alvinegro na próxima temporada. Com apenas 33 pontos, o time de General Severiano precisa chegar no mínimo aos 43 para permanecer na elite em 2015.

Mas a missão do Botafogo não será nada fácil. Para a partida deste sábado, por exemplo, o time terá desfalques importantes. André Bahia não se recuperou de lesão na coxa e segue fora. Já Wallyson e Rogério dificilmente voltam a jogar uma partida ainda em 2014. Além dos três Gabriel torceu o tornozelo e ainda não sabe se estará em campo.

“Lamentamos muito, pois são jogadores que vinham nos ajudando como Wallyson e Bahia. Mas é fundamental passar para a torcida que seguimos acreditando. Temos que encarar isso e seguir a vida. E torcer para quem entrar possa ter o mesmo rendimento ou até melhor de quem está fora”, disse o técnico Vagner Mancini.

A situação do Botafogo é tensa e o treinador pede que o clima pesado não passe das arquibancadas para os jogadores dentro do campo. “Pode ter dificuldade com isso [pressão nessas últimas seis partidas. O elenco foi muito modificado, foram 14 jogadores que saíram desde o início do Brasileiro e alguns deles eram experientes. No mesmo campeonato o Botafogo passou a contar com muitos jovens atletas, alguns que nem no banco ficavam hoje jogam. O grupo foi se formando e hoje é grande a necessidade de alguém liderar. Não posso depender apenas de Jefferson, Carlos Alberto e outros para comandarem uma equipe descaracterizada e que precisa ser forte. O futebol dá a oportunidade, quando muitos duvidam, para que surjam atletas que escrevem uma história”, afirmou.

O Atlético-PR, por sua vez, vive situação bem mais cômoda na tabela de classificação. Já livre do rebaixamento, os paranaenses vivem situação completamente contrária. Enquanto os donos da casa vivem grande pressão, os visitantes entram em campo com muita leveza.

Para esta partida, o técnico Claudinei Oliveira terá a volta do zagueiro Cleberson, que cumpriu suspensão na partida contra o Atlético-MG, e do lateral-direito Sueliton, que se recuperou de uma lesão na panturrilha.

BOTAFOGO X ATLÉTICO-PR

Data: 8/11/2014 (sábado)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Local: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Transmissão de TV: PFC
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Pablo Almeida da Costa (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)

BOTAFOGO
Jefferson; Régis, Dankler, Rodrigo Souto e Jr César; Airton, Bollati, Carlos Alberto e Murilo. Yuri Mamute e Jobson
Técnico: Vagner Mancini

ATLÉTICO-PR
Wewerton; Sueliton, Gustavo, Cleberson e Natanael; Deivid, Paulinho Dias, Bady e Marcos Guilherme; Cléo e Marcelo
Técnico: Claudinei Oliveira

Fonte: UOL