Com mais de 20 mil ingressos vendidos antecipadamente e com a certeza de um grande público, o Botafogo recebe o Paysandu neste domingo (23), às 11h (de Brasília), no Estádio Nilton Santos, pela 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O Glorioso não joga no domingo desde o Campeonato Carioca e novo horário animou os torcedores, que também estão satisfeitos com as duas vitórias consecutivas, sobre o ABC e o América-MG. Com 36 pontos, o Alvinegro segue no G4, enquanto o Papão, derrotado pelo Fluminense no meio da semana, briga para se aproximar das primeiras colocações, já que ocupa o 7º lugar.

A briga direta com o Paysandu pelo topo da tabela foi algo muito trabalhado pelo técnico Ricardo Gomes com os jogadores do Botafogo ao longo da semana.

“O Botafogo precisa vencer o Paysandu não apenas por ser um confronto direto. Precisamos ganhar porque vamos jogar em casa, contando com o apoio de nossa torcida e não podemos deixar que os três pontos escapem pelas nossas mãos. O fator campo será muito importante neste segundo turno e perdemos alguns pontos importantes em casa no primeiro turno, nos empates sem gols com o Criciúma e o Luverdense. Hoje esses pontos nos deixariam em uma situação muito confortável e não conseguimos ganhá-los. Portanto, agora precisamos ganhar sempre em casa e ainda mais quando o adversário está brigando pelo acesso”, disse o goleiro Jefferson.

Para vencer, os cariocas trabalharam diversos aspectos ao longo da semana livre de treinos. A principal preocupação é não sair atrás no marcador como aconteceu diante do América e do ABC (3 a 1), quando o Glorioso teve que correr em dobro para conseguir o triunfo.

Para o confronto, o técnico Ricardo Gomes já tem duas alterações certas: o retorno do lateral direito Luis Ricardo, que cumpriu suspensão contra o Coelho, e a volta de Luis Henrique. O primeiro assume a vaga ocupada por Diego Giaretta, enquanto o outro entra no lugar do uruguaio Navarro, vetado pelo departamento médico por estiramento muscular na panturrilha direita.

A dúvida, porém, paira no meio-campo. Diego Jardel pode perder o posto de titular para Elvis, que agradou o treinador em sua atuação diante do América-MG.

Pelo lado do Paysandu, o técnico Dado Cavalcante procurou mostrar aos jogadores a necessidade de eficiência nas oportunidades de gol.

“O Paysandu vem subindo de produção, mas ainda temos algumas coisas para melhorar. Esse jogo contra o Botafogo se desenha muito complicado pela qualidade do adversário e vamos precisar de muito sangue frio quando tivermos a oportunidade de matarmos o jogo. Contra o Botafogo não podemos facilitar em nenhum aspecto, pois pode ser fatal”, alertou o destaque da equipe, Yago Pikachu.

Em termos de escalação, o zagueiro Gualberto, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, fica de fora e cede seu posto a Pablo. O volante Fahel, que cumpriu suspensão contra o Fluminense, reaparece na vaga de Augusto Recife, enquanto o meia Valdivia e o atacante Welinton Junior, que não enfrentaram o Fluminense por não estarem inscritos na Copa do Brasil, voltam nas vagas de Carlinhos e Aylon, respectivamente.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X PAYSANDU

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de agosto de 2015, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Márcio Soares Maciel (GO)

BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Serginho, Willian Arão, Daniel Carvalho e Diego Jardel (Elvis); Neilton e Luis Henrique
Técnico: Ricardo Gomes

PAYSANDU: Emerson, Yago Pikachu, Thiago Martins, Pablo e João Lucas; Fahel, Ricardo Capanema, Jhonnatan e Valdivia; Welinton Junior e Leandro Cearense
Técnico: Dado Cavalcante

Fonte: Gazeta Esportiva