O Botafogo ainda não fechou o elenco para o Campeonato Carioca. A cúpula do futebol de General Severiano vem buscando alternativas no mercado para as duas laterais – direita e esquerda -, sabendo da necessidade de fortalecer o setor, hoje com poucas peças. Por conta disto, o Alvinegro ainda não desistiu de Madson, do Grêmio, e vem estudando Marcelo Hermes, do Cruzeiro – publicado inicialmente pela “Rádio Itatiaia” e confirmado pelo LANCE! -, para enfim encerrar o planejamento do torneio.

O namoro do Botafogo com Madson não é de hoje. Desde o fim de 2018 o nome do lateral-direito está nas conversas entre os dirigentes. Desde então, as tratativas sofreram com altos e baixos, mas ainda não foi descartada a sua contratação. Concorreria com Marcinho, hoje titular e único no setor, e que vem recebendo críticas dos torcedores nos últimos jogos. Uma concorrência para a posição, ainda com o volume de jogos, é vista com bons olhos internamente.Na lateral esquerda o namoro é mais recente. Marcelo Hermes entrou em pauta no Botafogo na semana passada, após ter sido oferecido pelo empresário Maickel Portela. Hermes pertence ao Cruzeiro e teve o contrato renovado até o fim de 2020, mas há uma definição de que ele não será aproveitado na equipe mineira neste 2019. Há um outro time interessado, mas existe uma maior disposição nos envolvidos para a transferência ao Rio de Janeiro.

Caso avance com Marcelo Hermes, a concorrência para a posição seria maior. Hoje, o técnico Zé Ricardo possui duas opções no setor: Gilson e Jonathan. Este último é cria das categorias de base do Botafogo e teve uma boa estreia na derrota para o Flamengo, em clássico disputado no sábado passado. Há uma expectativa para que a situação envolvendo Hermes seja definida até quarta-feira, com o destino do jogador sendo enfim confirmado.

Vale destacar que embora a busca de reforços neste momento seja apenas para as laterais, setores ainda considerados carentes, o Botafogo prevê novas idas ao mercado para o Campeonato Brasileiro. Avaliações são realizadas pela diretoria e comissão técnica nesta linha.

Fonte: Terra