Botafogo tem o trunfo de defesa menos vazada de 2013

Compartilhe:

Normalmente, os técnicos gostam de dizer que um time começa a ser armado pela defesa. O Botafogo é um exemplo a favor da máxima. Em 30 jogos nesta temporada, perdeu apenas duas vezes e sofreu 15 gols, a menor marca entre os clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro, com sete a menos do que o Internacional, segundo colocado. Na média, o clube carioca mantém a primeira posição, com 0,5, mas o vice-líder passa a ser o Corinthians, com 0,68.

Além disso, o Botafogo não sofreu gols em 18 jogos nesta temporada e levou mais de um apenas três vezes. A dupla de zaga titular é formada por Bolívar e Dória, o que vai se repetir contra o Grêmio, domingo, às 16h (de Brasília), em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro. Os outros jogadores utilizados na posição foram Antônio Carlos e André Bahia.

Independentemente dos zagueiros, o sistema defensivo tem funcionado. Desde os atacantes como Rafael Marques, passando pelos laterais e chegando ao goleiro Jefferson, responsável por defender até cobrança de pênalti este ano.

– O Botafogo vai continuar marcando como Botafogo. Esse ano, vejo uma melhora acentuada com a chegada do Bolívar nesse aspecto, mas vamos jogar da mesma maneira que jogamos até hoje – disse o técnico Oswaldo de Oliveira.

Bolívar vai chegar neste domingo a 27 jogos. Ele é quem mais jogou na temporada ao lado de Vitinho. Depois, Antônio Carlos tem 16 e Dória, 15, sendo 13 como titular. André Bahia completa a lista com 12 jogos, sendo cinco escalado desde o início.

Time Gols sofidos Jogos Média
Botafogo 15                     30 0,5
Internacional 22 31 0,7
Flamengo 23 28 0,82
Cruzeiro 23 27 0,85
Corinthians 26 38 0,68

Apesar de Bolívar ter ajudado o Botafogo a melhorar seu desempenho, Dória, de apenas 18 anos, vem aumentando a cada jogo a sua importância. Com ele em campo, o time ainda não perdeu, sofreu apenas três gols, venceu 12 vezes e empatou três, incluindo o empate em 2 a 2 com o Boavista quando entrou com o placar adverso em 2 a 0. Não à toa tem despertado o interesse de clubes europeus.

– O Dória é um menino pelo qual tenho uma grande amizade e formamos uma dupla bem afinada em campo e fora dele, o que é fundamental. Ele tem uma qualidade indiscutível. Torço pelo seu sucesso e, no que depender de mim, vou ajudar. Ele é merecedor por ser humilde e possui uma personalidade muito grande para a idade – disse Bolívar.

Contra o Grêmio, a defesa terá o desafio de enfrentar um carrasco. O argentino Barcos é o atacante principal do time e marcou seis gols em quatro jogos disputados contra o Botafogo em 2012, quando defendia o Palmeiras.

– Barcos é um jogador muito experiente, com uma técnica de finalização apuradíssima. Ele sabe se colocar muito bem e usa o corpo tanto na marcação individual quanto na movimentação. Vai bem em qualquer situação. Mas não levo em consideração esse fato de um jogador fazer ou não gol no Botafogo – comentou Oswaldo.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários