O Botafogo encara o Americano neste domingo, ás 16h (horário de Brasília) na tentativa de operar um milagre e se classificar para a semifinal da Taça Rio. Para que isso ocorra, o Alvinegro depende de um empate da Cabofriense e uma derrota do Flamengo. Além disso terá que fazer sua parte e vencer.

Para isso, o técnico Zé Ricardo tem tentado encontrar ainda o ajuste fino para o encaixe perfeito de Diego Souza no time titular. O camisa 7 já parece à vontade e tem sido decisivo já no seu início pelo Botafogo – marcou um gol e deu outra assistência nos dois primeiros jogos.

A preocupação do momento é fazer com que Erik encontre seu espaço ao lado de Diego Souza e tenha o mesmo protagonismo de antes da chegada do reforço. Curiosamente o camisa 11 não teve bom desempenho nos dois jogos ao lado do novo centroavante, que conta com características diferentes da de Keiza.

O treinador deixou claro após a goleada sobre a Portuguesa que vê Erik e Diego Souza com funções parecidas e que podem até mesmo se revezar em determinados momentos do jogo.

“Hoje a ideia para iniciar o jogo é de ele alternar com o Erik. Em alguns momentos, principalmente depois do tempo técnico na primeira etapa, Diego fez isso de vir buscar a bola e mantendo o Erik na profundidade”, disse Zé na oportunidade.

O problema é que Erik não teve boa atuação. Zé Ricardo concorda que o desempenho do camisa 11 foi abaixo do que já apresentou, mas minimiza a situação. Para o treinador, a queda foi algo pontual e que ocorreu com vários atletas no jogo por conta da pressão pelo resultado.

“O Erik já jogou algumas vezes na segunda posição de ataque. Não foi só ele que foi mal, principalmente no primeiro tempo, nosso time esteve muito abaixo. Quando você tem um jogador abaixo, acaba compensando. Quando se tem dois ou três abaixo e com ansiedade muito alta, a gente queria fazer o segundo ou terceiro sem fazer o primeiro”, completou.

Para a partida deste domingo o Botafogo deverá repetir a escalação da equipe que goleou a Portuguesa. Vale lembrar que o time só deslanchou no segundo tempo após algumas alterações na equipe – saídas de Cícero e Erik para as entradas de Wenderson e Luiz Fernando.

Diante do Americano, o Botafogo terá que novamente aplicar uma goelada e torcer contra determinados resultados. Além de esperar por um empate da Cabofriense e uma derrota para o Flamengo, o Alvinegro precisa vencer e tirar uma diferença de quatro gols para o Rubro-negro.

A situação que já seria difícil ficou ainda mais complicada com a decisão do técnico do Fluminense, Fernando Diniz, de encarar o Flamengo com o time reserva. O Botafogo precisa de uma derrota do Rubro-negro viu o quadro ficar ainda mais improvável para seu sucesso na Taça Rio.

AMERICANO X BOTAFOGO

Data e hora: 24/03/2019, domingo, às 16h (horário de Brasília)
Local: Eucy Rezende, em Saquarema (RJ)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Auxiliares: Gabriel Conti Viana e Ivan Silva Araújo

Americano
Luis Henrique; Sanderson, Admilton, Gabriel e Ricardinho; Matheus Gama, Vandinho, Flamel; Daniel, Nathan e Romário
Técnico: Josué Teixeira

Botafogo
Diego Cavalieri, Marcinho, Marcelo, Gabriel e Jonathan; Alex Santana, Cícero e Ferrareis; Pimpão, Erik e Diego Souza
Técnico: Zé Ricardo

Fonte: UOL