Na tarde desta quinta-feira, o Botafogo oficializou a contratação do lateral direito Warley, ex-Santa Cruz, após 13 dias de selar um acordo com o clube coral – que ficou com os 50% dos direitos econômicos do prata da casa, enquanto o Alvinegro adquiriu a outra metade.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

No entanto, em um primeiro momento, a negociação pelo jogador de 22 anos custaria R$1,2 milhão por cerca de um ano. Quando, durante este período, o Botafogo cederia atletas ao Santa Cruz de modo a pagar pela contratação de Warley. Porém, este cenário mudou.

Segundo apurou a reportagem do Superesportes, em entendimento entre as duas partes, o Alvinegro, a partir de agora, tem até dois anos para pagar de salário aos atletas cedidos ao Tricolor, e não mais um ano. Por outro lado, o passe por Warley foi majorado com um acréscimo de R$ 300 mil em relação ao antigo valor, tendo a compra de 50% dos direitos econômicos do lateral direito passando a valer R$1,5 milhão.

O primeiro jogador liberado neste formato foi o centroavante Victor Rangel, que disputou 14 partidas no Botafogo em 2019. Inclusive, sobre ele, um adendo: no início das conversas entre os clubes, o atacante não seria envolvido no acordo. Ou seja, o Santa Cruz teria que arcar com os salários do atleta. Mas houve recuo e Victor Rangel chegou ao Arruda com os vencimentos pagos pelo Alvinegro.

Warley e Santa Cruz travaram recentemente uma briga jurídica, uma vez que o jogador chegou a conseguir uma liminar o livrando do contrato com o clube do Arruda alegando atrasos de salários e no recolhimento de FGTS. Porém, dias depois, o departamento jurídico tricolor conseguiu reverter essa decisão. Até para fugir desse imbróglio jurídico, o Botafogo aceitou aumentar o percentual do jogador que ficará com o Santa. Antes, os cariocas queriam ficar com 60% do atleta.

Após a eliminação do Santa Cruz ainda na primeira fase da Série C no ano passado, Warley foi emprestado ao CSA com valor estipulado para compra em definitivo do atleta variando entre R$ 800 mil a R$ 1,5 milhão. Pelo clube alagoano, o lateral disputou 13 partidas pela Série A do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Superesportes