A novela Bruno Silva está muito próxima do fim. Após várias rodadas de negociação, os clubes chegaram a um denominador comum. Bruno Silva será jogador do Cruzeiro, que, em contrapartida, cederá o atacante Rony ao Alvinegro, que terá 60% dos direitos econômicos e assinará contrato de três anos com o atleta.

Além disso, o Cruzeiro pagará R$ 4 milhões ao Botafogo. Os mineiros gostariam de efetuar o pagamento parcelado, o que foi recusado pelos cariocas. Após insistência do Alvinegro, o clube celeste cedeu e fará a transação à vista. Ainda falta definir a data da transferência, o que não será um obstáculo.

Além disso, o Cruzeiro terá que receber o aval da Ponte Preta, dona de 60% dos direitos econômicos do atleta. Os mineiros não acreditam que isso poderá ser um problema e mostra otimismo para contar com Bruno Silva. Questões burocráticas separam o anuncio oficial dos clubes.

Defender o Cruzeiro sempre foi uma prioridade para Bruno Silva desde a reta final do Campeonato Brasileiro, quando recebeu uma proposta da nova diretoria celeste. Mesmo com mais um ano de contrato pela frente com o Alvinegro, o volante não escondeu que gostaria de voltar à terra natal e defender o clube de Belo Horizonte.

Tal postura irritou o Botafogo e afastou o Internacional das negociações. Os gaúchos ficaram decepcionados com algumas declarações de Bruno Silva e praticamente largaram as conversas para tentar a chegada do volante.

Fonte: UOL