Faltam dez rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro e as equipes, mais do que nunca, fazem contas para saber o que precisam para conquistarem sus objetivos. O Botafogo não esconde de ninguém que a prioridade é seguir na primeira divisão em 2020, ano em que o clube passará por grandes mudanças. Para isso, o Alvinegro encara o duelo com o Cruzeiro, hoje (31), às 21h30 (horário de Brasília), no Nilton Santos, como primordial em seu planejamento.

A diretoria calcula que o Botafogo precisa de três vitórias para encerrar o sofrimento. A tabela do time até o fim do Brasileiro foi analisada e existem alguns jogos estratégicos. O Alvinegro entende que não pode perder pontos para times que estejam em condições semelhantes. De fato, oito das dez vitórias da equipe na competição foram contra adversários que figuram na parte de baixo da tabela – exceção de Athletico-PR e Bahia.

Portanto, o Botafogo tem três decisões contra o rebaixamento no Nilton Santos. Hoje, o Cruzeiro é o adversário. Além disso, o Alvinegro encara também Avaí e Ceará no Rio de Janeiro. O time ainda recebe na sua casa Flamengo, Corinthians e Internacional.

Como mandante, o Botafogo teve apenas dois tropeços contra times da parte de baixo da tabela: empate com a Chape e derrota para o Fluminense. Mesmo assim, o Alvinegro tem um aproveitamento de 76% nesses jogos.

“Temos que fazer de cada jogo uma final. Ainda mais nossa próxima partida contra um rival na mesma situação que a gente. Então fica ainda mais importante o jogo. Mas não podemos projetar essa sequência de jogos que teremos pela frente, mas pensar partida a partida e ir somando pontos”, disse o meio campista João Paulo.

Para a partida, o Botafogo deverá ter a volta de Alex Santana ao time titular. O meio campista ficou no banco de reservas contra o Grêmio após vários jogos de desfalque por conta de uma lesão no tornozelo.

BOTAFOGO X CRUZEIRO

Data e hora: 31/10/2019, às 21h30 (horário de Brasília)
Local: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Auxiliares: Jean Marcio dos Santos (RN) e Nailton Júnior de Sousa Oliveira (CE)
VAR: Adriano Milczvski (PR)

Botafogo
Gatito Fernández; Marcinho, Carli, Gabriel e Yuri; Cícero e João Paulo; Luiz Fernando, Alex Santana e Leo Valência; Diego Souza. Técnico: Alberto Valentim

Cruzeiro
Fábio; Orejuela, Fabrício Bruno, Cacá e Egídio; Henrique, Robinho, Ederson e Thiago Neves; David e Fred. Técnico: Abel Braga

Fonte: UOL