Eliminado precocemente do Campeonato Carioca, ficando sem vaga para as decisões de turno e nem para as semifinais gerais, o Botafogo convive com críticas e cobranças da torcida durante o período sem jogos. O desempenho aquém do esperado, porém, contrasta com a excelente performance que o time apresentou aqui nas copas.

Analisando somente as partidas da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana, foram quatro vitórias, com nove gols marcados e nenhum sofrido.

Técnico da equipe, Zé Ricardo destacou que o foco maior do clube este ano era justamente nas copas, embora admita que a eliminação precoce no Carioca foi inaceitável. O treinador, porém, lembra os benefícios financeiros que essas competições podem trazer.

“Nosso planejamento, desde o início, era avançar o máximo possível nas copas. Até para o planejamento orçamentário é de suma importância. Vamos trabalhar bastante para ter a equipe mais competitiva possível”, declarou.

O atacante Erik não soube indicar motivos que fizeram o Botafogo ser eliminado tão cedo do Campeonato Carioca, mas lembrou do bom desempenho do time na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana para amenizar a preocupação dos torcedores.

“É uma pergunta que todos nós nos fizemos, porque tentamos, demos o nosso melhor. Tivemos uma sequência complicada com mata-mata, tivemos desgaste físico, mas isso não é desculpa. Agora, temos que focar no próximo objetivo. Nas copas, por exemplo, fizemos nove gols e não tomamos nenhum”, frisou.

Nesta quinta-feira (4), o Botafogo recebe o Juventude, no estádio Nilton Santos, pela terceira rodada da Copa do Brasil. O jogo de volta será dia 11, em Caxias do Sul (RS). Em seguida, o Alvinegro estreia no Campeonato Brasileiro, dia 28, contra o São Paulo, no Morumbi (SP).

Fonte: UOL