O Clássico Vovô de amanhã (5), terá um tom diferente em um setor do campo. Além preto e branco do Botafogo e do verde, branco e grená do Fluminense, o duelo terá também o amarelo da seleção. O lateral-direito Marcinho, do Alvinegro, e o lateral-esquerdo Caio Henrique, do Tricolor, foram convocados recentemente para a seleção principal e olímpica, respectivamente, e vão travar um duelo à parte no Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro.

Esta, inclusive, será a última partida dos jogadores antes de virarem desfalques para Eduardo Barroca e Marcão. Caio Henrique foi lembrado pelo técnico Andre Jardine e vai compor a seleção olímpica entre os dias 7 e 19 de outubro, perdendo os jogos contra Cruzeiro e Bahia – o Fluminense ainda busca a liberação.

Já Marcinho foi convocado por Tite por após o corte de Danilo, da Juventus, da Itália, e estará no grupo que vai disputar os amistosos com Senegal e Nigéria, dias 10 e 13 de outubro. Assim, está fora dos confrontos com Goiás e Palmeiras.

Caio Henrique se tornou um dos destaques do Fluminense na temporada, mesmo não atuando na posição de origem. Ele chegou às Laranjeiras como meia armador, mas sob o comando do então técnico Fernando Diniz foi usado na lateral esquerda e não mais saiu, chegando à seleção.

No Tricolor, deu a volta por cima após ter integrado, no ano passado, o elenco do Paraná, que acabou rebaixado no Brasileiro.

“Sou muito grato ao Fluminense, clube que me abriu as portas. O ano passado, no Paraná, não foi tão bom pelo rebaixamento. Hoje estou em um ambiente melhor. Consegui voltar à seleção, que era um objetivo. Estou muito feliz e espero retribuir dentro de campo”, afirmou.

Além da gratidão ao clube, Marcinho tem outro ponto em comum com Caio Henrique. Cria das categorias de base do Botafogo, ele também chega à seleção depois de uma superação.

O jogador, que era ponta nas categorias de base e subiu como lateral, nunca foi unanimidade entre a torcida e chegou a ser alvo de duras críticas. Porém, hoje, fez até mesmo ouvindo elogios.

“Eu devo muito a esse clube que me acolheu, me projetou como profissional. A minha vida foi feita nesse clube. Agradeço muito a todos. Agradecer ao Botafogo por tudo que passei no clube, os ensinamentos, dificuldades, as glórias… Agradecer a torcida pelo apoio, dedicação que vocês têm nesse momento complicado do nosso clube. E, mais uma vez agradecer, a todos”, disse, pouco depois de saber da convocação.

Amanhã (6), as torcidas verão ambos medindo esforços pelo mesmo setor do campo e buscando levar os três pontos para ajudar na incômoda situação dos respectivos times no Brasileiro – Flu próximo à zona de rebaixamento e o Botafogo perdendo posições rodada a rodada.

Caio Henrique deve ser utilizado na ala, enquanto há chance de Marcinho integrar o setor ofensivo, como ponta direita, com o time alvinegro tendo Fernando como lateral-direito.

Fonte: UOL