Trocas de jogadores envolvendo dois clubes se tornaram um cenário comum nos últimos anos. Para o Botafogo, um time em dificuldades financeiras, esta é uma opção viável para reforçar o elenco. Foi desta forma, inclusive, que o Alvinegro conseguiu a contratação de Alex Santana, envolvido em uma negócio com o Internacional, que levou Rodrigo Lindoso, no início do ano.

O molde da negociação foi parecido: Alex Santana foi para o Botafogo, que ficou com 50% dos direitos federativos do meio-campista. O Internacional manteve a mesma proporção na “fatia” de Rodrigo Lindoso. O contrato de ambos os jogadores foi definitivo – por isto, não há problema para nenhum deles entrar em campo contra os ex-clubes.

No próximo sábado, a troca será “colocada à prova”. Alex Santana e Rodrigo Lindoso provavelmente estarão presentes na partida entre Botafogo e Internacional, às 19h, no Estádio Nilton Santos, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. No primeiro turno, a vantagem foi totalmente colorada: além da vitória por 3 a 2, o volante marcou um dos gols do triunfo, trazendo a “Lei do ex”.

Um turno depois, os dois jogadores construíram trajetórias um pouco semelhantes nas equipes. Ambos se tornaram titulares: Lindoso não saiu mais do time após a lesão de Rodrigo Dourado e Alex Santana, acumulando boas atuações desde a metade da temporada, é figurinha constante com Eduardo Barroca e, agora, com Alberto Valentim. De fato, a troca rendeu dois atletas que são constantemente utilizados pelos clubes.Alex Santana é um meio-campista ofensivo. Não à toa, é o artilheiro do Botafogo na temporada, com dez gols, e vice-artilheiro do Glorioso no Brasileiro, tendo balançado a rede em cinco oportunidades. O chute de longa distância é a marca registada do camisa 10, que ainda tenta recuperar o ritmo de outrora após uma lesão sofrida no tornozelo esquerdo, em setembro.

Rodrigo Lindoso, por sua vez, é um meio-campista marcado pela contenção. É um dos cérebros da equipe do Internacional – sendo, inclusive, o jogador que mais acertou passes na equipe colorada nesse Campeonato Brasileiro. Toda jogada começa pelos pés do camisa 19 e assim se constrói até o setor ofensivo. Mesmo com uma função mais cautelosa, Lindoso também possui traços de goleador, principalmente no posicionamento em jogadas de bola aérea.

Estilos diferentes, impacto parecido. Apesar que os atletas tenham vivido melhores momentos na atual temporada, Alex Santana e Rodrigo Lindoso são dois jogadores de destaque para Botafogo e Internacional, respectivamente. O LANCE!, abaixo, compara as estatísticas dos dois atletas no Brasileiro, torneio que possuem uma quantidade de partidas praticamente semelhante.

Alex Santana x Rodrigo Lindoso (no Brasileirão):

Jogos: 23 x 24
Gols: 5 x 4
Assistências: 1 x 2
Passes para finalização: 12 x 10
Finalizações: 16 (43,2%) x 11 (44%)
Finalizações erradas: 21 x 14
Passes certos: 536 (91,4%) x 1274 (95,3%)
Passes errados: 47 x 62
Desarmes: 20 x 39
Interceptações: 6 x 13
Rebatidas: 9 x 61
Cruzamentos: 0 (0%) x 2 (18%)
Lançamentos: 1 (20%) x 25 (47%)
Viradas de jogo: 4 (80%) x 14 (87%)
Cartões amarelos: 2 x 3
Cartões vermelhos: 0 x 0
Faltas recebidas: 37 x 23
Perdas de posse: 72 x 37
Faltas cometidas: 18 x 31

Fonte: Terra