O Botafogo segue na Justiça buscando o que entende por direito contra o “Porta dos Fundos”. Depois de vários recursos em diversas instâncias, um destes ganhou data de julgamento. No próximo dia 12, às 13h, o Pleno do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) julgará o cabimento de agravos interpostos contra decisão que negou seguimento ao recurso extraordinário e, ao recurso especial, no tocante a cerceamento de defesa, para ida aos tribunais superiores em Brasília. A relatoria é da desembargadora Elisabete Filizzola Assunção.

Em setembro do ano passado, um recurso do Botafogo contra a empresa de vídeos de humor já tinha sido negado em Brasília. Na ocasião, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou pedido do clube para ser indenizado pelo Porta dos Fundos, de forma unânime, com relatoria da ministra Rosa Weber. A batalha do Alvinegro contra a empresa vem desde 2015, quando os humoristas fazem uma tirada irônica com o uniforme do Botafogo da época, que possuía anúncios de diferentes patrocinadores.

Neste recurso de agora, o Botafogo pretende a reforma da decisão na esperança de um novo caminho neste processo contra a Porta dos Fundos, argumentando que as alegações inseridas nos recursos anteriores não foram devidamente apreciadas. Vale lembrar sobre este caso que a piada com a camisa do time se deu por um fato que ocorreu poucos meses antes, quando, em crise financeira pós rebaixamento, chegou a acertar com cinco patrocinadores pontuais para clássicos do Campeonato Carioca de 2015. Foi pedida uma indenização de R$ 5 milhões aos humoristas, o que não foi aceito.

Fonte: Terra