A pontuação na tabela deixa claro que as situações de Botafogo e Fluminense não são nada confortáveis neste Brasileirão. Enquanto o alvinegro está a quatro pontos da zona de rebaixamento, o tricolor tem apenas um ponto de vantagem sobre o Cruzeiro, que abre o Z-4. Mas há outros dados alarmantes sobre os rivais a 10 rodadas do fim do torneio.

O Fluminense tem a terceira pior campanha como mandante, atrás somente dos virtuais rebaixados Chapecoense e Avaí. O time agora comandado por Marcão somou apenas 19 pontos no Rio, e perdeu mais jogos do que venceu: seis a cinco. São apenas 42% de aproveitamento em seu domínio.

Já o que mais preocupa os alvinegros é o retrospecto recente. Depois de um início animador de Brasileirão, na parte de cima da tabela, o Botafogo despencou de rendimento após a Copa América. Com sete pontos somados, o time de Alberto Valentim é o terceiro pior das últimas 10 rodadas, à frente apenas de, naturalmente, Avaí (sete) e Chapecoense (quatro). São 23% de aproveitamento neste recorte.

Com tal retrospecto, os torcedores dos dois lados fazem as contas de quanto precisam para se livrar da Série B. De acordo com o matemático Tristão Garcia, do site “Infobola”, o Fluminense tem 33% de risco de rebaixamento, contra 6% do Botafogo. Os principais ameaçados são Cruzeiro (42%), CSA (73%), Avaí (99%) e Chapecoense (99%).

Mas nem alvinegro, nem tricolores terão vida fácil nas próximas rodadas. A sequência do Fluminense envolve o confronto direto com o Ceará (fora), o clássico com o Vasco, além do São Paulo (fora). Já o Botafogo tem pela frente a disputa direta com o Cruzeiro (casa), o terceiro colorado Santos (fora) e o clássico com o líder Flamengo.

Fonte: O Globo Online