O atacante Brenner relembrou uma frase que ficou famosa com o ex-técnico e hoje comentarista Muricy Ramalho ao comentar o episódio envolvendo Erik no final do jogo do Botafogo contra o Vitória, neste domingo, no Barradão. O atacante teve a chance de fazer o quinto gol, mas ao invés de tocar para Brenner ou Rodrigo Pimpão, que estavam livres, finalizou em cima do goleiro. O Vitória, na sequência, fez o terceiro, mas o Botafogo terminou o jogo vencendo por 4 a 3.

– Quando tem chance tem que matar, né? Como dizem por aí, a bola pune. Mas ainda bem que ela não puniu dessa vez. Estamos felizes pela vitória, pela sequência dentro do Brasileirão, com duas vitórias seguidas. Demos uma distanciada lá de baixo também. A equipe jogou muito bem também, agora temos uma semana toda para focar no São Paulo e precisamos dessa vitória – afirmou Brenner, que contou que Erik se desculpou com os companheiros no vestiário:

– Ele se desculpou, falou que não viu na hora e bateu para o gol. Ele achou que estava mais fácil daquele jeito, foi uma escolha dele, mas morreu ali. É um jogador que vai nos ajudar. Já passou, e domingo estaremos todos juntos para fazer um grande jogo novamente e sairmos com os três pontos.

O Botafogo enfrenta o São Paulo no próximo domingo, às 16h, no Estádio Nilton Santos.

Fonte: Redação FogãoNET e Globoesporte.com