Brigando pela ponta, Bota tenta salvar honra carioca ante Inter

Compartilhe:

Na briga ponto a ponto com o Cruzeiro, o Botafogo tem uma boa chance de assumir a liderança do Brasileiro. Precisa de pelo menos um empate diante do Inter no Maracanã, às 21h desta quinta-feira. Nessa quarta, os mineiros foram derrotados pelo Grêmio e ficaram com os mesmos 25 pontos dos alvinegros. O desafio será frear o ímpeto dos colorados diante dos cariocas neste campeonato: foram três vitórias nos três jogos realizados, sobre Fluminense, Vasco e Flamengo.

O Botafogo não terá dois de seus principais jogadores, Jefferson e Lodeiro. Apesar disso, conta com o apoio de sua torcida no Maracanã, já que houve redução no preço dos ingressos de alguns setores, como Sul Inferior e Norte Inferior. O craque Seedorf está confirmado.

O Inter, numa sequência de três partidas sem vitória, continua sem Diego Forlán – que na última quarta-feira fez dois gols no amistoso do Uruguai com o Japão. Aposta na força do quarteto composto por Alex, D’Alessandro, Scocco e Leandro Damião. O primeiro tem boas lembranças do adversário e do Maracanã: ainda em sua primeira passagem pelo clube gaúcho, garantiu a vitória colorada em 2006, ao converter pênalti aos 45 minutos do segundo tempo.

O jogo será exibido pelo SporTV (menos RJ), para todo o país pelo PremiereFC 2, em sistema pay-per-view, e acompanhado em Tempo Real pelo GLOBOESPORTE.COM com vídeos exclusivos.
header as escalações 2

Botafogo: o técnico Oswaldo de Oliveira terá o retorno de Bolívar e Gabriel. Suspensos, os dois desfalcaram o time no empate com o Goiás, na última rodada. Por outro lado, Jefferson, na seleção brasileira, e Gilberto, suspenso, ficam fora. Renan e Edilson entram em seus lugares. O provável time tem Renan; Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Vitinho, Seedorf e Rafael Marques; Elias.

Inter: mais uma vez, Dunga precisa modificar a equipe. Ednei foi vetado pelo departamento médico. Sem ele, Jorge Henrique, ex-Bota, será improvisado no setor. No meio, Airton, que levou o terceiro amarelo, desfalca o time. Ygor entra no seu lugar para ser o parceiro de Willians. Na lateral esquerda, uma opção técnica: Kleber ficará como alternativa, com Fabrício retomando a titularidade. O provável time do Colorado tem Muriel; Jorge Henrique, Ronaldo Alves, Juan e Fabrício; Ygor, Willians, Alex e D’Alessandro; Scocco e Leandro Damião.

quem esta fora (Foto: arte esporte)

Botafogo: o lateral-direito Lucas e o meia Cidinho, que se recuperam de lesão, Gilberto, suspenso, e Lodeiro e Jefferson, convocados pela seleção uruguaia e brasileira, respectivamente.

Inter: o departamento médico vetou Ednei, Cláudio Winck, Índio, Jackson, Josimar e Rafael Moura. Gabriel segue em recondicionamento físico. Diego Forlán, que defendeu o Uruguai na última quarta, está retornando ao Brasil. Airton levou o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão.
 

header pendurados (Foto: ArteEsporte)

Botafogo: Dória, Julio Cesar, Lodeiro, Lucas, Renan e Vitinho.

Inter: Gabriel, Juan e Willians.
 

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

Wilton Pereira Sampaio (GO) apita a partida, auxiliado por Rogério Pablos Zanardo (SP) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA). O árbitro participou de cinco confrontos: Santos 0 x 0 Flamengo, Botafogo 2 x 1 Cruzeiro, Atlético-PR 1 x 1 Grêmio, Corinthians 0 x 1 Atlético-MG e Fluminense 1 x 0 Cruzeiro. Ele tem média de quatro amarelos e ainda não puxou o cartão vermelho do bolso. Além disso, ainda não marcou pênaltis e tem média de 43 faltas assinaladas por duelo. O Brasileirão de 2013 tem média de 4,2 cartões amarelos e 0,2 cartão vermelho. São 33,5 faltas por confronto e média de dois pênaltis por rodada.
 

header_estatisticas (Foto: arte esporte)

Botafogo: terceiro ataque mais eficaz da competição, com 21 gols marcados, conseguiu isso fazendo 180 finalizações, terceira maior marca da competição e com 67 finalizações certas, a sexta melhor eficiência em média por jogo. De todas as finalizações que conseguiu, 11,7% viraram gol, sétima maior marca. Terá pela frente a sexta defesa que mais gols sofreu, 18 em 12 jogos. Conta com Seedorf, o jogador que mais assistências deu na competição para ganhar. Das vitórias do Botafogo, cinco foram conquistadas em casa e o time ainda não perdeu como mandante.

Inter: também é o terceiro ataque mais eficaz da competição, com 21 gols marcados. Foram 163 finalizações, quinta maior média por partida, e 67 finalizações certas, terceira maior média. De todas as finalizações, 12,3% viraram gol, quarta maior marca. Enfrenta a quinta defesa menos vazada, com 13 gols sofridos em 13 jogos. D´Alessandro, o maior assistente da equipe, estará em campo. De suas cinco vitórias, o Inter conquistou duas fora de casa (contra São Paulo e Fluminense). Perdeu apenas um jogo como visitante.



Fonte: Globoesporte.com
Comentários