Bruno Mendes ‘some’ após vida noturna agitada e deve mesmo deixar o Botafogo

Compartilhe:

Bruno Mendes estreou no Botafogo em 2012 e ganhou rapidamente a torcida ao marcar gols importantes na reta final do Brasileiro. Em 2013, no entanto, tudo o que o jogador havia construído no clube desmoronou. O principal motivo para a mudança de status foi seu comportamento fora de campo.

Diretoria e comissão técnica estão insatisfeitos com a vida noturna agitada de Bruno Mendes nos últimos meses e, inicialmente, estão decididos a não renovar com o atacante, que tem vínculo com o Alvinegro até dezembro deste ano. E a perda do prestígio pode ser vista nos jogos.

Bruno Mendes não tem tido oportunidades na equipe, já que sequer tem ficado no banco de reservas. Enquanto isso, ele vê Elias, Alex e até Sassá se revezarem no ataque, mas sem obter sucesso. A mágoa com o jogador é grande justamente pelo fato de a comissão técnica contar com seu futebol na temporada em seu planejamento inicial.

E não são apenas os caprichos da noite carioca que têm atrapalhado Bruno Mendes. Segundo membros da comissão técnica, o atacante não tem se empenhado como deveria nos treinamentos, o que diminui ainda mais suas chances de voltar a ter uma oportunidade na equipe.

“O fato de o Bruno Mendes não estar sendo utilizado é com o Oswaldo de Oliveira, que é o técnico do Botafogo. Meu papel é apenas dentro de campo, fora dele não tenho que falar. Não cabe a mim”, disse o lateral Julio Cesar sobre o companheiro de equipe.

Bruno Mendes iniciou a temporada como titular após retornar da seleção brasileira sub-20. Porém, as fracas atuações e o crescimento de Rafael Marques fizeram com que perdesse espaço. No segundo semestre, passou por uma cirurgia para retirar uma verruga no pé e parou por alguns meses. Voltou a treinar em setembro, mas dois meses depois entrou em campo em apenas duas oportunidades: contra Grêmio e Vasco.

E o atacante não deve ficar no Botafogo em 2014. Ele conseguiu na Justiça se desvincular do Macaé, com quem tinha contrato até 2017, ao alegar que não tinha assinado contrato quando ainda era agenciado pelo agora ‘desafeto’ Gustavo Arribas. Hoje sua carreira é gerida por Juan Figer. Assim, Bruno Mendes estará livre para negociar com um novo clube a partir de janeiro.

Fonte: UOL

Comentários