Um dos nomes que Mano Menezes listou para a diretoria do Cruzeiro como reforço para a próxima temporada foi o do volante Bruno Silva, destaque do Botafogo em 2017. O grande empecilho para os dirigentes da Raposa é fechar o acordo com o clube carioca, porque com o jogador já está tudo definido. Nesta terça-feira o Cruzeiro deve apresentar proposta oficial pelo meio-campista e, caso os cariocas aceitem, o jogador fará exames médicos nos próximos dias para adiantar o processo de contratação.

Segundo apurou o Hoje em Dia, Bruno Silva, que está em Minas Gerais desde a última terça-feira, já definiu o local onde vai morar no ano que vem. A escolha do jogador foi feita na últim semana, quando o meio-campista se encontrou com membros da cúpula cruzeirense no bairro Jardim Canadá, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Silva apontou o condomínio de luxo Alphaville como o de sua preferência.

Nascido em Nova Lima, Bruno Silva tinha uma casa na cidade, mas a separação judicial fez com que a residência fosse passada à ex-mulher do jogador. Familiares do volante, inclusive, tem tentado evitar passar informações sobre a presença do jogador em Belo Horizonte, justamente para não alarmar a ex-esposa, que poderia se encontrar com a atual namorada do atleta.

Neste fim de semana, Bruno Silva participou de um churrasco em Honório Bicalho, Distrito de Nova Lima. E fontes contaram ao Hoje em Dia que o jogador está muito otimista em relação ao acerto entre Cruzeiro e Botafogo. A intenção do jogador é jogar à Copa Libertadores da América.

“É um campeonato que gostei de jogar (Libertadores), é um estilo de jogo que gosto, corrido, pegado. Isso pode pesar sim, o Cruzeiro está na Libertadores. Vamos sentar com calma. Sou mineiro e a minha vontade é de jogar em Minas, estar perto dos meus irmãos e da minha família”, afirmou Silva à Rádio Itatiaia.

Apesar de manifestar publicamente o desejo de jogar no Cruzeiro, Bruno Silva tem contrato com o Botafogo até 2019. E justamente no encontro entre seus familiares no fim de semana o jogador gravou um vídeo polêmico. “Cruzeirão cabuloso, vamos atropelar as frangas. Cheguei, hein!”, disse o volante me um vídeo vazado no whatsapp no último fim de semana.

Mesmo com tanta exposição, o presidente eleito do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, ainda não dá a negociação como 100% fechada. Entretanto, apesar da cautela, acredita em final feliz.

“Tivemos com a direção do Botafogo, e o Botafogo já tem feito e fez algumas parcerias com o Cruzeiro, tem o Sassá, o Marcos Vinícius, e outros. Estamos quase. Nós estamos noivando, vamos dizer assim. Pedindo a mão, esperando o pai deixar. Ele (Bruno Silva) quer voltar para Minas Gerais, e isso é muito importante. Então, acredito que será menos difícil (contratá-lo)”, disse o presidente celeste em entrevista ao programa “Meio de Campo”, na Rede Minas, na noite de domingo.

Moeda de troca

Para a vinda de Bruno Silva à Toca II o Cruzeiro oferecerá um valor em dinheiro e atletas para compor a negociação com o Botafogo, que detém apenas 40% dos direitos econômicos do jogador. O restante pertence a Ponte Preta, que comprou o volante após o mesmo se destacar com a camisa do Avaí, em 2013.

Nomes como os do meia-atacante Élber e do atacante Rafael Marques – que já vestiu a camisa do Botafogo – foram cogitados como “moedas de troca” na negociação. No entanto, o clube carioca não se mostrou tão satisfeito com a oferta. Pelo menos nesse momento.

Bruno Silva não é um jogador jovem, já tem 31 anos, e a intenção do Cruzeiro é assinar um contrato por três temporadas com o meio-campista.

Fonte: Hoje em Dia (MG)