Uma das caras novas do Botafogo para a temporada, o volante Bruno Silva já havia avisado que gosta de ir ao ataque e que sabe fazer gols. O primeiro com a camisa alvinegra demorou um pouco, mas saiu na vitória sobre o Madureira, no domingo. Ele tirou um peso das costas, mas sabe que a responsabilidade vai aumentar.

“Venho trabalhando desde o começo para sair o gol. Dá uma aliviada, mas por outro lado aumenta a cobrança. Eu sou um cara que se cobra muito, vou querer fazer mais. Dá uma tranquilidade, mas também aumenta a minha responsabilidade. Acho que saiu na hora certa, estava merecendo pelos jogos que vinha fazendo. Tira um peso das costas”, declarou Bruno Silva, nesta terça-feira.

O volante foi o herói da vitória sobre o Madureira e fez o papel de artilheiro. O Botafogo tem encontrado dificuldade para balançar a rede – entre os grandes, tem o ataque menos positivo, com 14 gols. Bruno Silva minimiza o fato.

“A gente sabe que o futebol hoje é muita correria, força física. Sem comparações, mas quando Corinthians foi campeão brasileiro a maioria ganhou de 1 a 0, eu acompanhei. Às vezes 1 a 0 é goleada”, analisou, para depois reconhecer que o time precisa melhorar neste sentido:

“Tem de pensar grande, mas não está errado. Estamos ganhando. Eu particularmente não me incomodo. Futebol é resultado. Tem muita coisa para melhorar ainda. Estamos melhorando. Daqui a pouco vamos entender que temos de ajudá-los (atacantes) também. O gol vai sair naturalmente, com trabalho.”

O ataque alvinegro terá mais um teste no fim de semana, contra o Vasco, domingo, em São Januário. Um duelo de invictos no Carioca.

“Vai ser difícil, clássico, nosso quarto, a gente já sabe como tem de entrar para não ser surpreendido. Vindo de vitória dá uma tranquilidade maior, mas a cobrança vai aumentando. Vamos trabalhar para domingo o trabalho ser bem feito”, avisou Bruno Silva.

Fonte: O Dia Online