Ainda que este primeiro biênio de temporada tenha sido marcado pela queda precoce no Carioca – somando uma das piores campanhas gerais da competição -, o ​Botafogo tem alguns pontos positivos a celebrar: as boas atuações nas Copas, a chegada de Diego Souza e o grande desempenho individual de boas surpresas trazidas na última janela.

​​Talvez a principal destas gratas surpresas seja Alex Santana. ​Apelidado carinhosamente de ‘Yaya Santana’, o meia já caiu nas graças do torcedor alvinegro, especialmente por chamar a responsabilidade e não ter medo de finalizar de média/longa distância. Este, por sinal, é um dos pontos fortes de seu jogo, abrindo caminhos para alguns triunfos alvinegros no ano.

Como destaca o ​Globoesporte, o camisa 18 disputou doze jogos nesta temporada e já soma cinco gols anotados, estatística superior ao que seu antecessor, Rodrigo Lindoso, produziu durante todo o período em que trabalhou com Zé Ricardo. O comandante, por sinal, tem se mostrado bastante contente com a rápida adaptação de Alex ao Glorioso, mas avalia que ainda há espaço para evolução.

“O início é positivo. Tomara que continue assim. É um atleta jovem, com potencial técnico grande. Para dois meses e pouco de clube, estamos satisfeitos. Estamos tentando ajudá-lo nas questões de organização em campo, questões táticas ele ainda pode evoluir bastante. Quando chegar nesse ponto, poderá ser ainda mais produtivo”, afirmou o treinador.

Revelado na base do Internacional, Alex Santana chegou à General Severiano como compensação na negociação que levou Lindoso ao Beira-Rio. No ano passado, o meia defendeu o rebaixado Paraná via empréstimo, tendo anotado dois gols contra seu atual clube nos encontros entre eles pelo Brasileirão.

Fonte: 90min