Cachito é apresentado, elogia clube e quer contagiar grupo com paixão pelo futebol

Compartilhe:

Luis Ramírez é oficialmente jogador do Botafogo. Peruano de 29 anos, o meia – titular na seleção peruana – chega ao Glorioso por empréstimo de um ano junto ao Corinthians e fica à disposição de Vagner Mancini para a disputa da sequência da temporada 2014. No Brasil desde 2011, “Cachito Ramírez”, como é conhecido, é totalmente adaptado ao país e foi apresentado pelo Diretor de Futebol Wilson Gottardo, que elogiou o novo reforço.

– Temos o prazer de apresentar o peruano Ramírez. Posso dizer que é um “brasilenõ”, já que está há quatro anos no Brasil e tem muito conhecimento da nossa cultura. Veio para o Botafogo ciente das dificuldades e dos desafios que tem pela frente. Tem mostrado o seu melhor em campo nos treinamentos, tem a aprovação em 100% do treinador e será importante para nós. Tenho o prazer de apresentá-lo oficialmente para a torcida Botafoguense – apresentou Gottardo.

Ramírez não terá dificuldades para se adaptar ao Botafogo. Parceiro de equipe de Emerson Sheik quando atuaram juntos no Corinthians, Ramírez, apesar do pouco tempo de clube, já está à vontade com os companheiros e projeta boas exibições com a camisa alvinegra.

– Minha adaptação está sendo mais fácil. Quando cheguei no Brasil ainda não falava português, mas agora já está melhor e acho que da para entender. Fisicamente me sinto bem. Fiz uma boa pré-temporada no Corinthians e falei com o treinador e comissão técnica que estou à disposição. Cada jogador se conhece e passei dez dias sem tocar na bola, só trabalhando a parte física. Se falta taticamente ou fisicamente, compensamos com o coração – disse Ramírez.

Com passagens por Corinthians e Ponte Preta, Ramírez jogará pela primeira vez por um clube carioca. O jogador falou sobre suas características em campo e citou o peso da camisa do Botafogo, o que pesou em sua escolha pelo clube.

– Posso jogar de meia ou segundo volante, depende do sistema que o treinador precisar. Sou um jogador dinâmico e o mais importante é trabalhar. O Botafogo é um time grande, com uma camisa forte. Tem uma torcida muito apaixonada e isso me motivou a vir para o clube. Tive propostas de outros times, mas quando tive a proposta do Botafogo eu fiquei muito empolgado – contou o meia.

Apresentado com a camisa 14, Ramírez preferiu não fazer promessas em seu início no clube, mas garantiu que terá muita vontade e motivação para ajudar o clube. Ciente da situação financeira complicada, o peruano prefere ressaltar a paixão em jogar futebol e quer contagiar o elenco com esse espírito.

– É difícil ver os companheiros passando por essa situação. Mas vim para o clube sabendo das dificuldades. O Botafogo tem uma camisa forte, com muita tradição. Estou aqui para ajudar e acho que o grupo, diretoria e torcida vão ser muito importantes para sair desse momento. A minha motivação é que sou apaixonado pelo futebol. Quero tentar falar para o grupo que estou aqui para ajudar. Sei que é difícil, mas estou aqui para somar e acho que isso vai ser muito contagiante para os caras – finalizou Ramírez.

Fonte: Site oficial do Botafogo

Comentários