Caio Alexandre admite sonho de Seleção, mas prioriza Botafogo: ‘Meu foco é colocá-lo no topo’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Caio Alexandre admite sonho de Seleção, mas prioriza Botafogo: ‘Meu foco é colocá-lo no topo’
Vitor Silva/Botafogo

Em evolução no Campeonato Brasileiro, o Botafogo tem nas categorias da base um trunfo para a recuperação da equipe, que deixou a zona de rebaixamento para trás. Trata-se do volante Caio Alexandre. Titular da equipe desde o começo do ano, o jogador, de 21 anos, está cada vez mais à vontade no esquema tático de Bruno Lazaroni. Vivendo um momento de artilheiro na temporada (ele marcou três gols nos últimos quatro jogos), o jovem revelou em conversa com o Jornal O Dia que tem como meta alcançar objetivos ainda maiores com a camisa alvinegra.

“Agradeço muito a Deus, agradeço a minha família por esse momento que eu estou vivendo e também aos meus companheiros. Meu objetivo é colocar o Botafogo no topo, que é onde ele merece estar”, afirmou Caio, que ao falar sobre o sonho de defender a seleção brasileira, disse que a convocação poderá acontecer se ele mantiver o bom trabalho no Glorioso.

“Sigo trabalhando com os pés no chão, com muita humildade, porque sei que preciso mostrar mais, para ajudar o Botafogo mais e mais. Tenho sonho de chegar em uma seleção brasileira, mas sei que se acontecer, vai acontecer naturalmente, com muita paciência e muita calma. Tudo tem o seu tempo certo”, disse o volante.

Antes de chegar nas categorias de base do Botafogo, Caio Alexandre teve oportunidade em outro clube grande do futebol carioca: o Fluminense. Nascido em Duque de Caxias, a mudança para o Glorioso alterou o planejamento da sua família, já que a distância para o local de treinamento acabou aumentando bastante.

“Foi um momento difícil, acabei sendo dispensado do Fluminense e logo em seguida apareceu o Botafogo na minha vida. Foi um período de transição complicado, porque o treino era longe da minha casa. Eu e meus pais tivemos que dar um jeito. Pegava carona com amigos, ia de ônibus, ia de trem até a Central, depois pegava ônibus para Niterói. Era complicado, mas graças a Deus apareceu o Botafogo na minha vida, clube que me abraçou, onde eu pude evoluir. Então para mim, estar podendo ajudar o Botafogo é de suma importância, por tudo que o clube fez na minha vida”, contou o jogador.

A temporada de 2020 tem sido única na vida de todos os jogadores por conta da Covid-19. Para Caio Alexandre ela é ainda mais especial. É a primeira dele como titular na equipe profissional do Botafogo. O jogador admitiu sentir saudades da torcida alvinegra nos estádios, mas ressaltou que o retorno do público deverá acontecer no tempo correto.

“Infelizmente tivemos essa pandemia, que afetou muitas pessoas, é um período muito difícil que todos estamos vivendo. No começo do ano tinha público nos estádios e agora não, É um ambiente completamente diferente. Sinto saudades da nossa torcida, no Nilton Santos, nos apoiando. Mas creio que em breve isso tudo vai passar, e nossa torcida em breve vai poder está no estádio, se Deus quiser comemorando vitórias. Estamos vivendo esse novo normal, para as pessoas estarem seguras e quando foi o momento certo, as pessoas vão voltar aos estádios”, afirmou.

O elenco do Botafogo aposta em uma mescla conhecida que costuma dar certo no futebol. No grupo comandado por Lazaroni há jovens como Caio Alexandre, Matheus Babi e Kanu e também tem espaço para nomes experientes e internacionais como Keisuke Honda e Salomon Kalou. O volante falou sobre a importância dos veteranos no elenco alvinegro.

“Esse momento tem sido muito bom para nós jovens. O Honda e Kalou são referências dentro do grupo, tanto como jogadores, como pessoas. São pessoas inteligentes, pessoas do bem, que nos ajudam bastante no dia-dia. Eles têm nos dado muitos conselhos e nos ajudado muito no Botafogo“, concluiu.

Fonte: O Dia Online

Notícias relacionadas