O meia Camacho, autor do gol que deu o acesso à Série A do Botafogo em 2003, disse acreditar que o atual elenco tem condições de repetir o mesmo feito.

“Volto no tempo e me recordo de tudo o que aconteceu naquela semana. Todos os jogadores estavam na expectativa de que o acesso poderia mesmo vir naquela partida. Ainda tenho tudo muito vivo na memória. Foi um dia atípico. Na preleção do jogo, o Levir Culpi (treinador) colocou uma fita do Eminem (rapper americano), que acabou sendo uma grande lição para nós. Além disso, a comissão técnica passou imagens dos nossos familiares e isso nos incentivou ainda mais. Quando a partida começou, jogamos bem e dominados o adversário. E me lembro bem de uma ocasião especial. Assim que marquei o meu segundo gol, o terceiro da equipe, o Palmeiras havia feito o segundo gol no seu jogo, o que garantiria o nosso acesso. Dentro de campo, os jogadores ficaram ainda mais eufóricos”, disse o jogador, desejando sorte ao grupo atual.

“O Botafogo terá dificuldade pela frente, mas acredito nesse grupo. Tenho certeza de que os jogadores honrarão a camisa. Série B é uma competição diferente e o Botafogo é protagonista. Sendo assim, todo cuidado é pouco”, encerrou o atleta que estava no Madureira.

Por curiosidade, nesta semana a diretoria alvinegra anunciou o outro Camacho, ex-Flamengo e Audax/SP como reforço para a disputa da Série B do Brasileiro.

Fonte: Futnet