A derrota do Palmeiras para o Santos também representou um revés para Gabriel Jesus na disputa pela Bola de Ouro. Afinal, o atacante, que vive um momento de queda, viu sua média no Campeonato Brasileiro cair de 6,55 para 6,50.

Quem aproveitou foi Robinho, que deixou sua marca no empate do Atlético-MG com o Flamengo e viu sua nota subir de 6,37 para 6,43, encostando no atacante palmeirense.

Do outro lado do gramado, o clássico paulista fez com que Renato melhorasse na briga pelas duas Bolas de Prata entre os volantes. O veterano do time alvinegro foi de 6,15 a 6,17 e se igualou a William Arão e Tchê Tchê, que antes tinham 6,18 e 6,16, respectivamente. Os três, inclusive, empatam até no número de partidas disputadas.

Já entre os meias, Camilo, que esteve em campo no empate sem gols do Botafogo com o Coritiba, melhorou 0,01 de sua nota e pegou a segunda vaga, deixando Moisés, do Palmeiras, de fora do time ideal.

O prêmio, oferecido pelos canais ESPN, elege os melhores de cada posição ao fim da Série A (um goleiro, dois zagueiros, um lateral direito, um lateral esquerdo, dois volantes, dois meias e dois atacantes; o atleta de maior média ainda leva a Bola de Ouro, concedido ao melhor do campeonato).

A avaliação é feita por jornalistas dos dois veículos, que atribuem a cada partida notas de 0 a 10 para todos os atletas. Os jogadores com as melhores médias em cada posição são premiados.

Atletas que saíram durante o campeonato são eliminados da disputa, assim como aqueles que não participaram de ao menos 16 duelos. Em caso de empate, o jogador com o maior número de jogos leva vantagem.

Veja a classificação após 33 rodadas:

 

Fonte: ESPN.com.br