O Botafogo começou mais uma participação em Campeonato Brasileiro, e pelo segundo ano seguido o torcedor alvinegro olhou para a escalação do time e sentiu a falta daquele que, nos últimos anos, é o grande ídolo da equipe de General Severiano: Jefferson.

Em fase final de recuperação após um ano sem entrar profissionalmente nos campos, por causa de uma rara lesão no tríceps, o capitão e camisa 1 concedeu extensa entrevista à Goal Brasil na qual revelou a sua opinião sobre o que o Glorioso fez desde então, Seleção Brasileira, os momentos mais difíceis durante o último ano e o que mais lhe deu forças.

O período de um ano desde a lesão sofrida em 12 de maio de 2016, contra o Juazeirense, durante partida válida pela Copa do Brasil, colocou o ídolo em prova. Mas se precisou de apoio da família e amigos durante toda essa caminhada, o carinho do Botafogo foi de extrema importância, segundo o atleta de 34 anos.

“O que eu queria era fazer história aqui no Botafogo, ser valorizado. Até o momento eu sempre fui valorizado no Botafogo, e isso te dá muita força para você sair dos momentos difíceis da sua carreira, que todo jogador passa. Então, a torcida do Botafogo… eu não tenho palavras para agradecer o que eles fazem por mim”, afirmou com exclusividade.

Todo esse carinho do torcedor foi materializado em um produto. Em setembro de 2016, todos acreditavam que Jefferson estava próximo de retornar à briga pelas posições e a fornecedora de material esportivo do clube lançou um uniforme todo especial para o camisa 1: com direito a faixa de capitão incluída com autógrafo do jogador.

Meses depois, o goleiro continuou sentindo incômodos e precisou passar por mais um procedimento cirúrgico. No intuito de ficar o mais próximo possível do ídolo, o torcedor seguiu comprando a peça e, exceção aos uniformes alvinegros, a camisa que homenageia Jefferson tornou-se lugar comum nas arquibancadas.

jefferson uniforme botafogoA camisa materializou toda uma relação (Fotos: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Ironicamente, Jefferson nunca usou o uniforme oficialmente. Afinal de contas, a sua lesão durou o período de encerramento de uma coleção para o lançamento de outra. Para 2017, o Botafogo conta com camisas novas. Mesmo assim, aquele uniforme não usado vai ficar para sempre no coração do camisa 1, como símbolo do apoio da torcida no momento mais difícil de seu herói.

“Essa camisa vai ter um lugar especial na minha casa, poucos times fazem essa homenagem para os seus jogadores. E é uma camisa que eu vou guardar com muito carinho porque no momento mais difícil o torcedor do Botafogo comprou esse barulho comigo (…) Infelizmente eu não consegui vestir a camisa nesse período, mas é uma camisa muito especial. Um carinho enorme que eu nunca vou esquecer”, confidenciou.

Fonte: Goal.com