Um episódio inusitado marcou a vitória do Botafogo sobre o Sol de América por 4 a 0 na noite da última quarta-feira, no estádio Nilton Santos. Após trocar a camisa no começo do 2º tempo por manchá-la em razão de um corte na boca, Erik recebeu uma nova peça sem o número nas costas.

Ao perceber, o árbitro da partida pediu para o jogador se retirar de campo até que o problema fosse resolvido. Em participação no Redação SporTV, o comentarista Carlos Eduardo Éboli, da Rádio Globo/CBN, criticou o episódio:

– Isso não pode acontecer em um clube como o Botafogo, desculpe. Não é várzea, não interessa a explicação. O Botafogo estava jogando em casa. Tem que ter uniforme lá. Você pode até admitir um problema desse em uma viagem. Mas em casa? O armário está do lado ali! Vai na loja! – criticou o comentarista.

Funcionários do Botafogo chegaram a cogitar usar esparadrapos para fazer o número 11 do atacante na camisa. Mas logo depois uma nova camisa foi buscada no vestiário e Erik pôde voltar a campo.

Fonte: Sportv.com e Twitter da Camila Carelli (Rádio Globo)