Willian Arão foi beneficiado com o veto da Fifa, que impediu a inscrição de Guilherme e fez parte do grupo que ganhou o Mundial em cima do Chelsea, em 2012. Mas a aposta do time paulista não vingou e jamais correspondeu à expectativa criada anteriormente. Assim, o volante deixou o Parque São Jorge e acertou com o Botafogo em 2015. E o recomeço não poderia ser melhor.

Willian Arão iniciou a pré-temporada depois dos companheiros e ainda tinha uma dura concorrência na sua posição com Marcelo Mattos e Airton. Mas o volante precisou de pouco mais de dez dias para ganhar a confiança do técnico René Simões e, consequentemente, a titularidade – ao lado de Mattos.

O jogador foi titular no jogo-treino diante do Barra Mansa, quando o Botafogo mostrou evolução e venceu por 2 a 0, gols de Bill e Sassá. Willian Arão foi um dos destaques do jogo. Além de boa pegada na marcação, o volante mostrou qualidade com a bola nos pés e chegou frequentemente ao gol adversário.

Internamente, Arão é visto como a grande surpresa da pré-temporada até o momento. Não a toa, o volante superou rapidamente os concorrentes para ganhar chance entre os titulares já neste início de trabalho.  A tendência é que ele seja mantido para o amistoso contra o Shandong Luneng, time chinês treinado por Cuca, neste sábado.

O Botafogo ainda negocia com mais um nome para a posição de Willian Arão. Charles, que jogou pelo Cruzeiro, negocia, mas o acordo ainda não saiu. Além do possível reforço, o Alvinegro reintegrou Lucas Zen ao elenco principal – ele estava no grupo b, que treina em períodos diferentes. Fernandes, promovido das categorias de base é outro concorrente.

Fonte: UOL