A vitória do Botafogo sobre o Flamengo aumentou de moral a equipe para o clássico vovô. Mas ainda sobre o confronto diante o Rubro-negro, Thiago Carleto exaltou a força do elenco do Glorioso e detalhou que os canhotos da equipe estão ganhando destaque com boas atuações.

”Temos cuidado na bola parada, são muitos canhotos, Diego Jardel, Thomas, Gegê, eu, então tive sorte de fazer gols e dar assistências. O time está bem servido, jogos são definidos por detalhes, como no jogo do Flamengo principalmente no segundo tempo. Agradecemos a Deus por essa vitória e vamos ter os pés no chão, mas foi uma vitória sobre um grande clube e que merece respeito. Vamos continuar, o caminho é longo e não é apenas o Flamengo no Campeonato Carioca. Vamos trazer o Botafogo de onde nunca deveria ter saído” – disse Carleto, mostrando respeito a despedida de Leonardo Moura.

”Sempre vamos respeitar o profissional, como o Leonardo Moura. Independente da rivalidade, ele foi um profissional que cumpriu suas obrigações. Eu defini antes do jogo o que queria contra ele, duelo a parte, o tom era de despedida, o outro time tem que ter motivação maior e nós somos do Botafogo. Ele não jogaria mais no Flamengo e tínhamos que vencer por isso” – exaltou.

Com um passado vitorioso no Fluminense, adversário do próximo domingo é passado para o lateral-esquerdo, que conquistou um Campeonato Brasileiro e um Campeonato Carioca.

”É difícil falar disso, em 2012 ganhamos o Brasileirão e o Carioca, mas perdemos na Libertadores, saímos para o Boca Juniors, fiz um gol, enfim. É algo do passado, minha realidade é o Botafogo, tenho amigos como o Wagner, Jean, Fred, admiração pelo Cavalieri. Dentro de campo tudo muda, o que ficou no Fluminense é passado, estou concentrado, minha família está feliz, não vou deixar o passado interferir nisso” – encerrou.

Fonte: Site da Rádio Tupi