Joel Carli se tornou uma das principais referência do Botafogo desde que chegou ao clube, em 2016, e desde então, sua identificação com o clube e com a torcida só aumentou.

Em conversa exclusiva com o GloboEsporte.com, o argentino falou, dentre muitos assuntos, sobre as conversas para renovação de contrato após o término da temporada 2018.

O defensor de 31 anos admitiu que conversas estão em andamento, mas que o seu foco está dentro de campo, e quem está cuidando disso no momento são os empresários do atleta juntamente com a direção do clube.

“Diogo e Alexandre ficam de olhos na minha renovação, são meus empresários e estão encarregados disso. Como você falou, com o gol do título carioca e recuperando minha posição, penso que por isso fica mais perto, mas também penso em 2016, quando cheguei aqui, e em 2017, um ano que foi muito importante. Acho que também tem que ser valorizado”, afirmou.

“Tanto eu quanto meus companheiros fomos muito bem, conseguimos coisas importantes, e eu acho que isso deve ser valorizado na hora da renovação”, adicionou o defensor.

Quando ouviu que Gustavo Noronha, vice de futebol do time de General Severiano falou que gostaria de ver o jogador encerrando a carreira no Botafogo, Carli ficou feliz com o respaldo e admitiu que seria bom encerrar a carreira no Alvinegro.

“É muito legal, eu li o que ele falou e sentir o respaldo de um diretor é muito importante. E é o que eu sempre falei: eu ficar no Botafogo não depende só de mim, depende da diretoria”, destacou.

“Botafogo hoje é minha casa. Se poderei encerrar minha carreira no Botafogo, será desse jeito. Claro que sempre trabalhando e mantendo o nível, porque time grande precisa disso. Mas sempre falei que quero ficar aqui”, completou.

Fonte: Torcedores.com e Globoesporte.com