No que depender da vontade de reagir dos jogadores, a partida do Botafogo contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira, será bastante diferente da última, contra o Grêmio. Depois da goleada em Porto Alegre (RS), o zagueiro Carli garante que a cobrança interna foi forte.

 A cobrança foi muito forte, internamente. Ficamos com vergonha, nos cobramos muito já em Porto Alegre – admitiu o zagueiro, antes do treino desta terça-feira, no Estádio Nilton Santos.

Diante da Raposa, o xerife terá o retorno de Igor Rabello ao miolo da zaga, e o time comandado por Zé Ricardo pode ter outros retornos. Mas o argentino garante que, seja quem entrar, buscará com que a atuação e o resultado do último jogo sejam superadas.

– Quando você perde de 4 a 0 tem que sentir vergonha, ficar com raiva porque não pode acontecer. Como foi eu não posso falar porque tem coisas que não saem do vestiário – afirmou.

A principal atividade do treino desta terça-feira foi fechada à imprensa, mas contou com uma grata surpresa. O meia João Paulo mostrou evolução e participou da atividade física pela primeira vez com os demais atletas. Inclusive aqueceu com os demais companheiros.

No entanto, após as fraturas na perna direita, ainda em março, ele ainda não tem prazo exato para retornar aos jogos. Quem deve ser relacionado é Kieza, após ser preservado do jogo no fim de semana. Marcos Vinícius e Renatinho ainda demandam mais dias de recuperação.

Fonte: Terra