Joel Carli chegou em 2016 e teve que aguardar alguns meses para virar referência no Botafogo. As atuações seguras e o jeitão de xerife o fizeram cair rapidamente nas graças da torcida, que viu a relação estreitar ainda mais após o argentino ser herói do título carioca no ano passado. O tempo passou e o status mudou. Para ser mais exato, o defensor já não conta com o mesmo carinho vindo das arquibancadas e ainda entrou em rota de colisão com alguns botafoguenses.

O defensor é um dos líderes do atual grupo. É presença constante nas reuniões entre jogadores e diretoria na cobrança por salários atrasados – completará dois meses e meio de dívida no próximo dia 5. Essa rotina ocorre há pelo menos dois anos e o argentino já começa a mostrar cansaço de reviver essa situação.

Insatisfeito e estressado, Carli não gostou nem um pouco da invasão de membros de uma organizada a um treinamento no estádio Nilton Santos. Transparente, mostrou no mesmo momento que não aprovava a medida. Ao ser confrontado por alguns botafoguenses, rebateu e deixou o clima pesado.

Além disso tudo, Carli tem péssimos números na atual temporada. Foram apenas 24 jogos até o momento. Isso quer dizer que se entrar em todos os jogos do Botafogo até dezembro, ele poderá somar no máximo 34 partidas. O número é bastante inferior aos 49 duelos de 2017.

Fora que o nível das atuações também não tem sido nada bom. Contra o Grêmio, ele falhou em dois dos três gols do adversário e foi o destaque negativo do Botafogo. Sua liderança já não parece mais exercer a mesma influência nos companheiros.

Para piorar sua situação, Carli ainda tem visto Marcelo, seu reserva, acumular grandes atuações nas oportunidades que teve. Formado nas categorias de base do Alvinegro, o defensor é mais jovem e agrada em cheio a torcida. A tendência é que ganhe a posição após se recuperar de lesão na coxa.

Carli, portanto, passa por um momento de questionamento no Botafogo, com quem tem contrato até o fim de 2020. A tendência é que o clube tente negociar sua saída, mas caso isso não ocorra deverá encarar um período de muito menos prestígio dentro dos muros de General Severiano.

Fonte: UOL