O presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, está otimista quanto ao acordo junto ao Governo para o clube entrar no Refis após a homologação do Atlético-MG ao programa. A avaliação é que a situação do Botafogo é a mesma do Galo e não haveria motivos para a não aprovação do clube no programa que refinancia as dívidas junto a Receita.

Na última segunda-feira, 22, o presidente do Botafogo foi a Brasília solicitar a transferência direta para o Fisco de cerca de R$ 7 milhões referentes ao pagamento das duas últimas parcelas de entrada ao programa Refis. Caso seja aprovada, a dívida junto a Receita que soma mais de R$ 100 milhões seria paga em 180 parcelas de quase R$ 600 mil.

Fonte: Coluna De Prima - Lance!