CBF agenda reunião para discutir calendário na próxima segunda com atletas

Compartilhe:

Um dia após expirar o prazo de duas semanas dado pelo presidente da CBF, José Maria Marin, a resposta aguardada pelo Bom Senso F.C. foi dada na tarde desta terça-feira. Em seu site oficial, a entidade que comenda o futebol brasileiro marcou uma reunião com representantes do movimento e outros envolvidos para a próxima segunda-feira, às 14h na sede da entidade, no Rio de Janeiro. O encontro terá como principal objetivo discutir alterações no calendário da temporada 2014, mais enxuto devido à Copa do Mundo, que atendam a todos os interessados.

Foram convocados para a reunião o Sindicato Nacional das Associações de Futebol Profissional, a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf), a Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf), a comissão de clubes da CBF, a Rede Globo de Televisão (por ser a emissora detentora dos direitos de transmissão das competições de âmbito nacional), além de representantes do Bom Senso F.C. No encontro do movimento com a entidade no dia 7 de outubro, estiveram presentes Paulo André (Corinthians), Dida (Grêmio), Seedorf (Botafogo), Juninho Pernambucano e Cris (Vasco).

Em nota, o Bom Senso F.C sugeriu à CBF que fossem convidados também membros da Federação Brasileira de Treinadores de Futebol (FBTF) e a Associação Brasileira de Executivos de Futebol (Abex), por representarem setores interessados no tema. O Bom Senso F.C. aproveitou para deixar claro que não reconhece a legitimidade da Fenapaf ou de qualquer outro sindicado convocado para a reunião para representá-los. Em tom crítico, citou a postura do órgão nas negociações sobre as férias dos atletas, cedendo à determinação de um prazo curto, o que teria, inclusive, levado à criação do movimento de jogadores.

Jogadores de Atlético-MG e Flamengo se abraçam no meio do campo (Foto: Reprodução / Premiere FC)
Jogadores da Série A se abraçam num gesto simbólico por mudança (Foto: Reprodução / Premiere FC)

O Bom Senso F.C. já tem modelos de calendários prontos para serem apresentados à CBF. Eles visam equilibrar a temporada com menos partidas para os times grandes e mais atividade para os pequenos. Além disso, o dossiê entregue pelos jogadores à entidade aborda também férias, pré-temporada, participação no conselho técnico das competições e entidades e fair-play financeiro – ou uma garantia de que os atletas recebam seus salários em dia, exigindo mais responsabilidade dos clubes com suas finanças. Atualmente, cerca de 860 jogadores das Séries A e B já aderiram ao movimento. No último fim de semana, em todos os duelos do Campeonato Brasileiro, os times adversários se abraçaram no centro do gramado, num gesto simbólico do pedido por modificações no futebol do país.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários