Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

CBF diz que futebol vai seguir e avisa clubes: ‘Estão f… se não tiver campeonato’

53 comentários

Compartilhe

Rogério Caboclo, presidente da CBF
Reprodução/CBF TV

Mesmo com os índices de morte pela Covid-19 crescendo diariamente e quebrando recordes no Brasil, o futebol parece que não irá parar. Depois da Federação Paulista de Futebol organizar partidas do Campeonato Paulista fora de São Paulo, foi a vez da Confederação Brasileira de Futebol manter o posicionamento contra a paralisação.

Em reunião com os clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro, Rogério Caboclo, presidente da CBF, manteve a posição em seguir com os campeonatos.

A mesma posição, de acordo com Caboclo, foi compartilhada pela TV Globo, emissora que transmite o Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil e a Supercopa do Brasil, e chegou a disparar a seguinte frase: ‘Vocês estão f**** se não tiver (os campeonatos’.

Em trecho da reunião divulgado pelo jornal O Dia, o presidente da entidade se mostrou bastante ativo e, de forma veemente, se manteve contra a paralisação dos torneios.

Veja abaixo:

Rogério Caboclo: “As pessoas em casa sob bandeira vermelha, sob bandeira preta… eu não abrirei mão a não ser sob doutorado dos senhores de deixar de jogar as competições nacionais e retirar nas internacionais e incorporará as Estaduais. Então, por gentileza, vamos pensar agora: nós podemos parar o futebol? A Rede Globo não quer. Ninguém quer (parar o futebol), seus patrocinadores não querem. E se parar sabe quando nós temos a segurança de dizer que a gente pode voltar? Nunca. No dia que o Governador Mauricio (não cita o sobrenome) disser que pode. No dia que o Prefeito de São Nunca disser que pode. Eu não vou estar a mercê de nenhum deles. Eu vou… Landim, Galiotte, todos os presidentes. Eu vou mandar no futebol brasileiro e vou determinar que vai ter competição e que vocês estão f se não tiver (competições)”.

Mauricio Galiotte, presidente do Palmeiras: “Podemos voltar a discutir esse assunto em outro momento, Rogério?”

Rogério Caboclo: “Por que em outro momento?”

Mauricio Galiotte: “Porque acho que a discussão é um pouco mais ampla, mas vou encerrar aqui a minha colocação”.

Rogério Caboclo: “Ótimo”.

Francisco Battistotti, presidente do Avaí: “Parabéns, Rogério, pela sua colocação. Parabéns por essa posição. O Avaí Futebol Clube acha a sua posição corretíssima. Aqui em Santa Catarina, só o Rubinho e eu sentimos na carne o que estão fazendo. Sentimos na carne a influência política determinando que seja cancelado o futebol catarinense. Um dia fecham a cidade, outro dia por interferência por outros prefeitos fecham a outra. Parabéns, presidente Caboclo”.

Rogério Caboclo: “A gente está muito junto. Eu tenho 1.700 ligações. A gente tá muito junto. Fiquem com Deus. E vamos encerrar toda essa ligação”.

Nilton Pinheiro, do Brasil de Pelotas: “Eu gostaria de conversar, presidente”.

Nilton Pinheiro: “O senhor permite, senhor, com o maior respeito…”

Rogério Caboclo: “Eu quero te dizer com muito respeito que eu tenho muitas ligações. Então, eu quero também respeitar as pessoas que estão me esperando. A gente pode falar”.

Nilton Pinheiro: “Eu queria fazer colocação. O senhor abriu a votação e entendo que o objeto maior é o futebol. Eu entendo que a continuidade”.

Rogério Caboclo: “Acho que já foi ouvido que todos querem a continuidade”.

Nilton Pinheiro: “Era isso que eu queria. Eu tinha entendido ao contrário. Me desculpa então o meu grau de entendimento ao contrário”.

Rogério Caboclo: “Algum presidente aqui presente é contra a continuidade?”.

Após silêncio, Rogério Caboclo finaliza: “Terminamos. Agora tenho algumas ligações particulares”.

Veja o vídeo:

Fonte: ESPN Brasil e canal do Venê Casagrande

Comentários