Vinícius Tanque teve um impacto imediato no Cartagena. Emprestado ao clube da terceira divisão da Espanha em fevereiro junto ao Botafogo, o atacante tem dois gols em quatro jogos pela equipe. A média de 0,5 tentos por partida chama a atenção. Em entrevista exclusiva ao LANCE!, o jogador de 24 anos afirmou que não demorou para se acostumar com a vida longe do Brasil.

– Graças a Deus me adaptei rápido. Os companheiros me receberam muito bem e isso facilitou bastante. No começo até existia uma dificuldade com o idioma, mas estou fazendo aulas de espanhol e já entendo muitas coisas. De vez em quando até me arrisco em falar um pouco com eles. O clima é muito bom e tranquilo. A comida é ótima e não me causou nenhum problema – afirmou.

O Cartagena é o líder do Grupo IV da terceira divisão do Campeonato Espanhol com 54 pontos, dois à frente do Marbella, vice-colocado. Vinícius Tanque comemora o momento que vive na Espanha, tanto dentro quanto fora das quatro linhas.

– Graças a Deus consegui chegar e de cara fazer dois gols importantes para a equipe. Isso acaba aumentando a confiança e estou muito feliz com esse novo momento que estou vivendo aqui. Agora espero dar continuidade e ajudar o time a conquistar o grande objetivo da temporada, que é o acesso – colocou.

A Europa, contudo, passa por um surto causado pelo coronavírus. A pandemia do COVID-19 cancelou jogos em todo o continente – incluindo compromissos pela Liga Europa, a segunda competição mais importante da região. Vinícius Tanque não nega que está preocupado com a questão de saúde das pessoas.

– Pelo que pude acompanhar, já existem dez casos confirmados aqui nas proximidades. Nosso jogo de domingo contra o Recreativo Huelva já foi adiado e ainda não existe previsão de acontecer. Por enquanto, não nos passaram nenhum tipo de orientação ou coisas do tipo. Resta torcer para que isso seja solucionado o quanto antes e que a saúde de todos esteja sempre em primeiro lugar – relatou.

MAIS ASPAS DE VINÍCIUS TANQUE:

Momento na Espanha
– Tem sido uma grande experiência aqui na Espanha e acredito que eu esteja evoluindo bastante como pessoa e também jogador. É uma cultura diferente do Brasil e isso sempre é enriquecedor. Além de poder conhecer um pouco mais do futebol europeu e estar sempre buscando um amadurecimento dentro de campo.

Relação com o Botafogo
– Sempre acompanho os jogos, quando o fuso horário permite. E procuro notícias na internet também para saber como as coisas estão no Botafogo. Além de estar sempre em contato com meus antigos companheiros. Estarei sempre na torcida.

Do que mais sente saudade do Brasil
– Em primeiro lugar, da minha família. Também tenho saudades do Botafogo, já que passei muitos anos no clube e criei laços e amizades por lá. Mas estou sempre em contato com meus ex-companheiros e isso ajuda a diminuir um pouco a distância.

O que faz quando está de folga
– Sou muito caseiro. Gosto de ficar em casa, descansando e focado para estar sempre dando o meu melhor nos treinos e jogos do Cartagena.

Fonte: Terra