Agora, com o novo técnico, Alberto Valentim, novos nomes ganharão mais oportunidades? A julgar pelo que a imprensa pôde ver dos treinos, sim. Nos coletivos desta semana, o comandante mesclou jogadores até então titulares e reservas, o que indica que ninguém larga na frente.

A lista de jogadores em busca de recuperar ou ganhar mais espaço entre os 11 começa com o goleiro Gatito Fernández. Titular em 2017, ele vê Jefferson dar umas deslizadas neste início de temporada. Recuperado de lesão, o paraguaio larga em condições de de igualdade com o veterano de 35 anos. Pelo menos foi o que garantiu o treinador em sua apresentação, na quarta-feira.

Na zaga, um outro gringo: Carli, que sofreu com uma lesão e foi reserva contra o Flamengo, no último sábado. Quando esteve em campo, o argentino viu a braçadeira de capitão ser transferida para Jefferson. Mas ele se garante:

– São 25 jogadores e o treinador tem que escolher 11. O Felipe escolheu o que era melhor. Eu não vou perder a importância se estiver fora – comentou o defensor.

A lista dos jogadores que tentam reconquistar um lugar ao sol no Botafogo inclui o volante Rodrigo Lindoso, que só fez três jogos neste ano, e Marcos Vinicius, que só jogou contra a Lusa, quando marcou o gol do empate.

Por fim, mas não menos importantes, os reforços Renatinho, Leandro Carvalho e Kieza. Cada um, por um motivo diferente, não conseguiu iniciar uma partida neste ano. E, claro, Ezequiel. Xodó da torcida na reta final de 2017, ele admite que a mudança no comando motiva o elenco:

– Chegou treinador novo, quem não vinha jogando vê isso como oportunidade. E pra quem vem jogando também é forma de motivação – opinou.

Fonte: Terra