Eduardo Barroca vai, aos poucos, adicionando novas opções ao elenco do Botafogo. A iminente chegada de Biro-Biro, que participou do treinamento realizada no Estádio Nilton Santos na última segunda-feira, mas que ainda depende com a homologação da rescisão com o São Paulo, é uma prova disto.

A chegada de Biro-Biro vai reforçar justamente um dos setores que Eduardo Barroca mais mostrou dúvidas durante a primeira parte do Campeonato Brasileiro: a ponta-esquerda. Nesta posição, Luiz Fernando e Rodrigo Pimpão alternaram momentos entre o time titular, mas foram marcados por um período de inconsistência durante as oportunidades.

Outros nomes, como Yuri e Lucas Campos, também foram testados no setor. Os jovens, oriundos das categorias de base, foram reintegrados ao elenco já na reta final da primeira parte do Brasileirão, contra o CSA, penúltima partida antes da parada para a Copa América, e, por isto, buscam retomar o ideal físico durante a intertemporada.Outro nome testado na posição em períodos anteriores, com Zé Ricardo, foi o de Leonardo Valencia. O chileno, porém, mostrou insatisfação com sua situação dentro do clube de General Severiano e, até encontrar uma transferência, pediu para treinar à parte em relação ao restante do elenco. Portanto, uma saída do meio-campista é viável dentro do Alvinegro.

Apesar da passagem irregular no São Paulo, onde fez apenas duas partidas oficiais, Biro-Biro chega para somar em uma posição que é dá dor de cabeça a Eduardo Barroca. O treinador, por sua vez, ganha mais uma opção para tentar encontrar o parceiro ideal para o ataque, ocupando a vaga ao lado de Diego Souza e Erik que jogam, respectivamente, pelo centro e no flanco direito.

Com problemas financeiros e dificuldade para contratar, o Botafogo possui poucas tentativas para melhorar a equipe para o restante do Brasileirão. A aposta em Biro-Biro encaixa-se dentro do perfil do clube e do padrão esperado por Eduardo Barroca. A divulgação da rescisão com o São Paulo e a assinatura em definitivo com o Nova Iguaçu – de onde será repassado ao Alvinegro – não deve demorar.

Fonte: Terra