O tempo passa e o Botafogo não consegue anunciar um reforço para o setor mais carente do elenco: o ataque. Tentando as contratações de Forlán e Neilton, o Glorioso vê um entrave diferente para cada negócio.

No caso do uruguaio, o principal problema é o alto salário. Ele se reapresenta hoje ao Internacional, e o Alvinegro torce para que ele consiga a liberação, já que não tem dinheiro para investir numa possível compra dos direitos econômicos do melhor jogador da Copa do Mundo de 2010.

No entanto, pessoas próximas a Forlán acham difícil a ida dele para o Rio de Janeiro, justamente pelo delicado momento financeiro do clube.

A situação de Neilton, tido como o sucessor de Neymar no Santos, pode ser resolvida na quinta-feira. O empresário Hamílton Bernard se reuniu na tarde de terça, pelo segundo dia consecutivo, com representantes de um fundo de investimento na tentativa de fazer uma manobra para que o atacante fique no Santos.

O Botafogo monitora a situação e, caso não haja acerto, o garoto estará liberado para decidir o futuro dele com o Glorioso.

Já Willian José, que chegou a ser dado como “90% certo” por um dirigente alvinegro, desistiu de fechar com o Botafogo e será o novo reforço do Real Madrid B.

Apesar da demora, o vice de futebol Chico Fonseca afirma que trabalho não tem faltado pelos lados de General Severiano:

– Estamos trabalhando 24 horas por dia. Quero fechar o elenco o mais rapidamente possível. Queria ter fechado no ano passado, inclusive, mas tudo depende do mercado.

Fonte: Lancenet!