Os problemas com goleiros voltaram a assombrar a comissão técnica do Botafogo. Titular desde a lesão de Gatito Fernández, Jefferson colidiu com Lucas Paquetá na derrota para o Flamengo, na noite deste sábado (21), e precisou ser substituído pelo jovem Saulo. O veterano teve trauma no tórax, quebrou dois dentes, foi parar no hospital e pode não estar à disposição do técnico Marcos Paquetá na sequência do Brasileiro e da Sul-Americana. Sem seus principais jogadores da posição, o Glorioso volta a lidar com um histórico problemático.

O maior drama vivido pelo Glorioso foi em 2016, quando Jefferson — em alta e cotado para a seleção brasileira — sofreu uma lesão no cotovelo e precisou passar por cirurgia. O jogador voltou à ativa antes de se recuperar totalmente e precisou passar por um novo procedimento. O saldo? 14 meses longe dos gramados e muita dor de cabeça para a diretoria do clube.

O Botafogo se viu em situação complicada dentro de campo e chegou a amargar a zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro depois de perder seu goleiro. O reserva Helton Leite não deu conta do recado, e os dirigentes precisaram buscar reforço. O nome escolhido foi Sidão, destaque do Audax no Campeonato Paulista daquele ano. Na ausência de Jefferson, Sidão preencheu a lacuna, tirou o time da parte de baixo da tabela e ajudou a conquistar uma vaga na Copa Libertadores.

Ele caiu rapidamente nas graças da torcida, mas seu vínculo com o Botafogo foi igualmente rápido. No fim de 2016, o São Paulo, que enfrentava problemas com Denis, conseguiu tirar Sidão do clube carioca.

Diante da nova perda, o Botafogo uniu esforços para contratar Gatito Fernández, então no Figueirense. O goleiro também cumpriu seu papel. Jefferson voltou em julho de 2017, mas foi o paraguaio quem manteve o posto no time principal. Mesmo no banco, Jefferson continuou treinando duro e até dividiu a titularidade com Gatito no início do ano. O clube chegou a ter dois grandes goleiros à disposição.

No entanto, o drama dos goleiros voltou à tona. Gatito sofreu uma lesão óssea e lesão ligamentar no punho em abril e está afastado desde então. Segundo o técnico Paquetá, Gatito está se recuperando bem e deve voltar a treinar com bola em duas semanas. A lesão de Jefferson contra o Flamengo, que deve tirar o atleta dos próximos jogos, pode levar o clube a apostar em Saulo. Oriundo da base, o garoto de 23 anos pode ter que assumir a responsabilidade de guardar as redes nos próximos jogos.

Resta saber se ele dará conta do recado caso Jefferson não se recupere a tempo. Em décimo lugar na tabela, com 17 pontos, o Botafogo terá jogos importantes pela frente; Chapecoense e Inter pelo Brasileirão na próxima semana. Em seguida, o time viaja para o Paraguai, onde enfrentará o Nacional pelo jogo de ida da segunda fase da Sul-Americana.

Fonte: UOL