A pausa para a Copa América é importante para todas as equipes, mas para o Botafogo ganha ainda mais atenção pela oportunidade de reequilibrar o time e buscar minimizar os erros para a sequência da temporada. Em entrevista coletiva, o volante capixaba Cícero destacou os pontos positivos agregados desde a chegada do treinador Eduardo Barroca e, com espírito vencedor, voltou os olhos para os pontos que ainda precisam ser lapidados.

“Pelos jogos que temos feito sabemos que temos que melhorar, mas podemos pensar em coisas maiores. Estamos vestindo uma camisa grande e ao longo da minha carreira aprendi a ser vitorioso desde que saí de casa. Me tornei vitorioso e cheguei aqui pensando em coisas grandes”, disse o jogador natural de Castelo.

Experiente, Cícero acredita que não será fácil pelo momento do clube.

“Tínhamos o pensamento de buscar a vitória no último jogo antes da parada, infelizmente não conseguimos e sabemos que precisamos melhorar se quisermos buscar coisas maiores na temporada. Cada vez mais buscar a nossa identidade de jogo para que possamos crescer mais”, afirmou.

Pelo bem coletivo

“Sempre quando entro em campo eu nunca penso em ser o artilheiro da equipe, mas em jogar o meu futebol. Como sou meio-campo, fazer a equipe jogar. Isso que me satisfaz. Procuro fazer um bom jogo e sei que dentro das minhas características tenho fundamentos que podem ajudar a fazer os gols. O chute, o cabeceio. Me preocupo em ter um bom rendimento dentro de campo e nesses anos de carreira os gols tem sido consequência na minha vida. Que siga assim”.

A proposta de ter a bola

“Isso tudo depende da situação do jogo. Uns tem que se resguardar mais, em outros é preciso arriscar mais. Esse estilo que o Barroca tem tentado implementar de ter a bola facilita muito. Com a bola você tem mais fôlego para chegar no gol. Isso tem facilitado, mas sabemos que precisamos melhorar se quisermos alguma coisa. Agora nesse período de treinamentos temos que procurar encaixar”.

Barroca sabe o que melhorar

“Ele é o treinador, sabe e tem essa visão do que podemos melhorar. Não é apenas um fator. Saber segurar mais o jogo… Pensamos em todos os jogos nas vitórias, mas tem situações que um ponto pode fazer uma diferença grande lá na frente. Dentro de campo saber a hora certa de atacar ou segurar. Percebemos que podemos melhorar e nós jogadores somos pagos para jogar. O Barroca tem procurado aperfeiçoar a equipe”.

Biro Biro

“Se isso se concretizar com certeza será um grande reforço para a nossa equipe. Joguei com ele no Fluminense quando estava subindo para o profissional. É rápido, de muita velocidade, bom no um contra um e hoje está mais maduro. Certamente será um bom reforço. Quanto mais jogadores qualificados você tiver dentro do grupo, quem ganha com isso é o Botafogo”.

Fonte: Folha Vitória