Ameaçada por conta de alguns tropeços recentes, a vaga na Copa Libertadores é vista como uma necessidade no Botafogo. Não apenas pelo que representa em termos esportivos, mas principalmente por conta da preocupante situação financeira do clube. O presidente Carlos Eduardo Pereira vem fazendo um mandato voltado ao pagamento de dívidas. Isso porque, a receita em caso de disputa do torneio continental é muito maior, em um ano que as despesas com certeza vão aumentar.

No próximo ano o Botafogo passa a ter um aumento no valor reservado pela Justiça para o pagamento de dívidas, conforme acordo assinado pelo atual presidente no começo de seu mandato. Os jogadores que acertaram a renovação de contrato ou que estão em negociação serão reajustados, o que vai aumentar a folha salarial. A chegada de reforços de peso, inclusive, está condicionada a essa classificação para a Copa Libertadores.

Só de premiação por conseguir a classificação para a Libertadores, paga pela CBF, o Botafogo pode abocanhar de R$ 2,7 a R$ 5,4 milhões, dependendo da colocação que termine o Brasileirão. Soma-se a isso as cotas de televisão e verbas repassadas pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). Fora essas questões, ainda existem receitas que podem crescer, como a de patrocinadores, que teriam mais visibilidade no caso do torneio continental.

“Estamos perseguindo muito esse objetivo, que logicamente teria um peso importante financeiramente falando. Porém, o importante agora é que os jogadores tenham o máximo de tranquilidade para trabalharem, pois empenho não está faltando”, disse Carlos Eduardo Pereira.

Dentro de campo os jogadores se reapresentaram nesta sexta-feira em um clima de tranquilidade após o protesto de alguns torcedores que esperaram o retorno da delegação de Santa Catarina, onde houve o empate por 1 a 1 com o Avaí. O próximo desafio será o duelo contra o líder Corinthians, previsto para a noite de segunda-feira, às 20h(de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de janeiro (RJ), pela trigésima rodada do Brasileirão.

Em termos de escalação, o Botafogo terá o reforço do zagueiro Joel Carli, que cumpriu suspensão diante do Avaí e vai reaparecer no lugar de Marcelo. O restante do time deve ser o mesmo que atuou em Santa Catarina. Neste sábado o elenco vai treinar na parte da manhã.

Fonte: Gazeta Esportiva