Após eliminar o Olímpia do Paraguai e se garantir na fase de grupos da Copa Libertadores, o Botafogo vai ficar quase 20 dias sem entrar em campo. Com a vaga em mãos, a comissão técnica deu quatro dias de folga aos jogadres, que só voltam ao batente na próxima segunda-feira, na parte da tarde.

O próximo compromisso será apenas no fim de semana de 11 e 12 de março, contra o Volta Redonda, na estreia na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. Já no dia 14, o time estreia no Grupo 1 do torneio continental recebendo o Estudiantes, da Argentina, no Estádio Nilton Santos.

Os jogadores comemoraram o descanso.”Sabemos que o período de jogos que enfrentamos nestas primeiras fases da Copa Libertadores foi muito intenso, pois todo jogo era uma decisão e sabíamos que não poderia existir erro. Não seria justo o nosso time não chegar na fase de grupos, mas conseguimos os nossos primeiros objetivos. Portanto, ter um tempo para descansar e depois trabalhar sem jogos acaba sendo algo muito positivo. Vamos procurar aproveitar bastante, pois depois tem outras decisões por vir”, disse o zagueiro Emerson Silva.

O lateral-esquerdo Víctor Luís lembrou que o período sem jogos servirá para recuperar alguns atletas lesionados, como o goleiro Helton Leite e o meia Walter Montillo.
“O Botafogo conta com um time que se entrega muito em campo, que vive as partidas e não desiste do jogo um único segundo. Portanto, isso acaba gerando um esforço muito grande e estamos agora diante da possibilidade concreta de nos reestruturarmos para o que está por vir. Temos que aproveitar muito esse momento. Existem jogadores lesionados inclusive que podem se recuperar para nos ajudar mais na frente”, ressaltou o defensor.

O atacante Roger falou da necessidade de tempo para treinar. “Com certeza esse período sem jogos, depois de alguns dias de descanso que ganhamos da comissão técnica, vai ser muito importante. Isso porque o Jair Ventura, por muitas vezes, não conseguia treinar o time e tinha que corrigir erros na base da conversa, o que nem sempre é o melhor caminho, por mais comprometido que todos nós sejamos e por mais que o treinador esteja sempre atento a tudo”, destacou o artilheiro.

Fonte: O Globo Online