Keisuke Honda é jogador renomado no mundo e o Botafogo conseguiu atenção de todos os lados com a sua chegada. Mas a vinda de Yaya Touré pode causar impacto ainda maior. O marfinense joga mais e tem uma carreira bem mais vitoriosa do que o japonês.

Isso não desmerece Honda, mas Yaya fez parte do Barcelona de Pep Guardiola que ganhou tudo — foi importante em todas as campanhas. Depois ficou oito anos no Manchester City, onde foi o dono do time e um dos pilares para que a equipe inglesa se tornasse a potência que é hoje. É um fora de série.

Sabe o que isso significa para um clube que quer virar empresa e busca investidores? Honda é japonês, um dos ídolos do esporte na Ásia. Yaya é marfinense, um dos maiores atletas africanos. E o Botafogo é o Botafogo, que já recebe atenção da América do Sul e pode ganhar mais dois continentes no pacote.

Fonte: Coluna Em Grande Fase - Edilson Silva - O Dia Online