A VEZ DE JOBSON

O destino parece camarada com Jobson e, por mais que tenha aprontado, há sempre uma porta aberta para ele. Ano passado, o pênalti perdido contra o Figueirense parecia a pá de cal. Mas, agora, com a lesão de Pimpão, ele consegue vaga no ataque. Contra o Bangu foi bem, mas o que se pode esperar de Jobson? Basicamente depende dele, o que pode ser positivo e negativo.

Fonte: Coluna do Márcio Guedes - O Dia Online