Foram precisos apenas 15 minutos de um bom e dinâmico futebol para o Cruzeiro liquidar o Botafogo no Mineirão. Tudo foi facilitado por falhas bisonhas de uma defesa improvisada em que Dankler é um convite ao adversário, Rodrigo Souto está deslocado e até Bolatti colaborou com a sua displicência. O primeiro tempo do Botafogo foi horroroso porque,além das falhas da defesa, o ataque não conseguiu sequer um chute a gol. A sorte é que o Cruzeiro puxou o freio, pensando no jogo de quarta, contra o Santos, pela Copa do Brasil.

No segundo tempo, o Botafogo melhorou após as entradas de Ramírez e Jobson, mas ficou a impressão de que Mancini errou na escalação. Nessa fase, houve chances dos dois lados e Jefferson fez excelentes defesas. Foi um segundo tempo até meio estranho porque o Cruzeiro poderia ter conseguido uma goleada, embora o Botafogo tenha esboçado uma reação que veio tarde, com um gol contra de Léo. O time é muito fraco e parece improvável que não caia. Agora serão 18 pontos em disputa e o Botafogo precisa de 12 ou, com muita sorte, de 10. Quem acredita?

Fonte: Coluna do Márcio Guedes - O Dia Online