Um dos grandes méritos do Botafogo nesse início de temporada é a consciência de suas próprias limitações. Com isso, os jogadores, sob nova administração, estão se empenhando e conseguindo razoável organização tática. Com Jefferson no gol e jogadores eficientes na frente como Bill (Pimpão em outros jogos), além da recuperação de Jobson, o time ultrapassa os pequenos com certa facilidade.

Ainda mais quando consegue, como ontem em Friburgo, um gol logo de saída. Diante de um adversário com muitos veteranos, o ritmo forte do Botafogo se impôs. O que ainda faz falta é mais talento no meio-campo. Fernandes, boa promessa, peca pela imaturidade, e Tomas ainda está perdido. O Botafogo só sofreu um pouco no final da fase inicial mas depois, com autoridade, liquidou o jogo.

Fonte: Coluna do Márcio Guedes - O Dia Online