Muita gente acha que só o Botafogo, do presidente de Nelson Mufarrej, tem interesse real no projeto de lei Clube-Empresa. Outros nem estão se atentando, mas o fato é que Vasco e Fluminense deveriam estar lutando tanto quanto o rival de General Severiano. Por quê? Dez clubes brasileiros estão inscritos na Dívida Ativa da União e FGTS, dentre eles o Cruz-Maltino (deve R$ 51 milhões), o Tricolor (R$ 22 milhões) e o Alvinegro (R$ 21 milhões).

A iniciativa para transformar as instituições em empresas prevê o refinanciamento dessas dívidas e de débitos fiscais. A ideia é fazer os clubes aderirem ao programa e o objetivo principal é criar segurança jurídica, esportiva e comercial para que investidores queiram entrar nos clubes e torná-los fortes dentro e fora de campo novamente.

Em um momento em que os três cariocas veem o Flamengo disparar em todos os sentidos, a proposta deveria ser olhada com mais carinho.

Fonte: Coluna Em Grande Fase - Edilson Silva - O Dia Online