Na manhã desta quarta-feira, o Botafogo deu início à sua preparação para o duelo contra o Boavista no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Estádio Eucy Resende, em Saquarema, pela última rodada da Taça Guanabara. Na terceira posição com 11 pontos, o Glorioso está garantido nas semifinais, mas ainda batalha pela segunda posição, o que lhe daria vantagem na etapa seguinte. Para este desafio, o técnico Ricardo Gomes vem vivendo um drama para montar a sua zaga.

Os dois zagueiros considerados titulares, Emerson Santos e Joel Carli, estarão de fora do confronto. O primeiro está entregue ao departamento médico por conta de uma lesão na coxa direita, não trabalhou com o elenco nesta quarta-feira e dificilmente vai reunir condições de atuar no próximo compromisso. O argentino, por sua vez, está suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo na vitória de 1 a 0 sobre o Bangu no domingo passado.

Considerado a opção imediata na ausência dos titulares, Renan Fonseca ainda se recupera de dores no tornozelo direito, que o afastaram da partida diante do Bangu. O atleta trabalhou parte do tempo nesta quarta-feira com o grupo, porém, treinou a maior parte do tempo em separado e, portanto, sua presença no domingo ainda não é certa. Sendo assim, o único dos quatro zagueiros utilizados até agora, que está garantido para enfrentar o Boavista, é Emerson Silva.

Ricardo Gomes, caso Renan Fonseca e Santos não possam jogar, poderá dar uma oportunidade a Rabello, de 20 anos, revelado nas categorias de base do Botafogo. Outra possibilidade é buscar uma improvisação, mas não existem atletas com essa característica no grupo. Emerson Silva se mostra tranquilo em relação a qualquer companheiro.

“Estamos percebendo que quem tem entrado na zaga do Botafogo tem dado conta do recado, pois o Ricardo Gomes foi um dos melhores zagueiros do futebol brasileiro e consegue passar claramente o que espera de cada um de nós. Portanto, tenho convicção de que quem vai entrar vai conseguir dar conta do recado”, avisou o defensor.

Na manhã desta quarta-feira os jogadores foram muito exigidos na academia e depois dentro de campo, onde trabalharam aspectos técnicos e ainda se movimentaram fisicamente, mesmo debaixo de um forte sol em General Severiano. O volante Fernandes, com dores na coxa direita, não treinou e dificilmente estará em condições de atuar.

O destaque do treino ficou por conta da presença do ex-goleiro Ricardo Cruz, bicampeão carioca pelo Glorioso em 1989 e 1990. Ele posou para fotos ao lado de Jéfferson, com quem conversou bastante.

Nesta quinta-feira o elenco do Botafogo volta a trabalhar na parte da manhã, mais uma vez em General Severiano, e Ricardo Gomes deverá dar uma ideia mais clara da escalação que pretende utilizar contra o Boavista.

Fonte: Gazeta Esportiva