O Botafogo está invicto no Campeonato Carioca e fez a melhor campanha da primeira fase com 22 pontos conquistados. Boa parte deste sucesso, porém, se deve ao setor defensivo, o menos vazado da competição, com apenas três gols sofridos em oito partidas. O trabalho de Ricardo Gomes, que foi um respeitado zagueiro nos seus tempos de jogador, inclusive disputando Copa do Mundo, está aparecendo.

“O Ricardo sempre trabalha muito essa questão da linha de quatro jogadores. Isso é importante para passar confiança aos atletas do sistema defensivo. Também ajuda o fato de ter um goleiro do porte do Jéfferson. Não podemos deixar de lembrar que a marcação também começa no ataque”, disse o lateral-esquerdo Diogo Barbosa.

O setor defensivo considerado titular tem Jéfferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Emerson Santos e Diogo Barbosa. No início da competição, sem opções de criação de jogadas, o treinador escalou Diego na lateral e Luis Ricardo no meio. Depois, barrou o zagueiro Renan Fonseca e promoveu a entrada do argentino Carli, que foi contratado com status de titular.

“Acho que o Botafogo conta com bons jogadores em seu setor defensivo e isso é importante para o sucesso do esquema montado pelo Ricardo Gomes. Não ficamos vulneráveis, mas logicamente que ao longo da temporada vamos ter que evoluir em vários aspectos, até porque o nível dos jogos vai se tornando cada vez mais alto. Estamos no caminho correto”, afirmou Jéfferson.

Disposto a se manter como a melhor defesa da competição, o elenco do Botafogo segue trabalhando forte para a estreia na Taça Guanabara, segunda fase do Campeonato Carioca, neste domingo, às 18h30 (de Brasília), contra o Fluminense, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Na atividade desta manhã de quarta-feira, disputada em ritmo intenso por conta do forte calor, o atacante Neilton deu susto.

Enquanto os jogadores faziam um treino de dois toques, Neilton tentou uma finalização e sofreu leve entorse no tornozelo direito. O jogador imobilizou o local e deixou a atividade, porém, pouco depois já não mancava e caminhava sem a proteção. A preocupação inicial foi maior porque no início do ano o atleta sofreu desequilíbrio muscular que o afastou da equipe por quase um mês.

Nesta quinta-feira, o elenco do Botafogo vai trabalhar na parte da manhã e Ricardo Gomes deverá dar sinais da escalação que pretende utilizar no clássico de domingo. O Botafogo já enfrentou o Fluminense na primeira fase e ganhou por 2 a 0, com gols de Gegê e Ribamar. A partida, disputada no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES), foi determinante para a queda do então treinador do Tricolor, Eduardo Baptista.

Fonte: ESPN.com.br