Passado o teste contra um clube da Série A na Copa do Brasil, o Botafogo volta para a sua realidade. Satisfeito com o empate em 2 a 2 com o Figueirense, René Simões começa a quebrar a cabeça para escalar a equipe que vai encarar o Atlético-GO, neste sábado, às 16h, no Mané Garrincha, em Brasília, pela Segundona do Campeonato Brasileiro.

Com desfalques importantes — Rodrigo Pimpão está suspenso, Sassá teve torção no pé esquerdo, e Marcelo Mattos, com dores musculares, ficou no Rio —, o Botafogo ao menos comemora a volta de Daniel Carvalho — o apoiador não jogou quarta-feira por estar gripado, mas se juntou ontem ao grupo, em Brasília, assim como Alisson e Pedro Rosa.

A principal dúvida é sobre quem atuará ao lado de Bill. Sem os principais nomes do ataque e com a volta de Daniel Carvalho, Elvis, muito elogiado pelo treinador, pode continuar. Outra opção é a manutenção de Luis Ricardo, que jogaria no meio, com Gilberto na lateral.

Correndo por fora está Henrique. Apesar da quantidade de gols perdidos contra o Figueirense, o atacante recebeu o apoio de René, que pretende lhe dar mais algumas chances. Entretanto, o treinador o vê como um centroavante e como Bill será titular, dificilmente colocará os dois jogando juntos.

“Henrique perdeu três gols, mas consegui ver nesse jogo um pouco daquele jogador que arrebentou no Mundial sub-20, em 2011. Ele tem evoluído. Saía muito da área e conversamos. Contra o Figueirense, as bolas que ganhou foram exatamente naquele espaço que delimitamos para ele. Gostei da atuação dele”, elogiou o treinador.

Fonte: O Dia Online