Atravessando uma séria crise financeira, o Botafogo decidiu deixar o mercado de lado até conseguir honrar os compromissos financeiros com os jogadores. O elenco está com salários atrasados e se negando a participar de entrevistas e eventos ligados ao Marketing. Neste cenário, uma solução é tentar recuperar dois meias que fazem parte do plantel, mas que estão longe de empolgar os torcedores: Marcos Vinícius e o chileno Leonardo Valencia.

Leonardo Valencia, de 28 anos, esteve cotado para deixar o clube, que procurou propostas de fora, mas sem sucesso. Na quinta-feira o Glorioso protocolou a renovação automática por mais um ano do contrato do jogador, um direito do clube e que contou com a concordância do atleta. Talentoso nas jogadas de bola parada, sua experiência é vista pelo técnico Eduardo Barroca como algo que pode ser positivo se ele entrar no espírito de jogar do Alvinegro.

Marcos Vinicius, por sua vez, foi devolvido pela Chapecoense antes do seu empréstimo, que se encerraria no fim do ano, terminar. Os dois clubes chegaram a uma acordo após o atleta participar apenas de um jogo, e em alguns minutos, durante o Campeonato Catarinense. O jogador, de 24 anos, será reintegrado ao elenco e ganhará oportunidades de Barroca.

Dentro de campo o elenco segue se preparando para o duelo deste domingo, às 11h (de Brasília), contra o Santos no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com 16 pontos conquistados, o Alvinegro busca um triunfo para se manter no G-6, a zona de classificação para a Copa Libertadores. Eduardo Barroca só deverá anunciar a escalação minutos antes do confronto, mas manterá a base que empatou sem gols com o Cruzeiro, em Minas Gerais, no último fim de semana. Neste sábado o plantel treina pela manhã e depois começa o período de concentração para a partida.

Fonte: Gazeta Esportiva